+55 41 3026.2610

Notícias Central Press

Como funcionam os grupos de consórcio

Postado no dia: 31 de maio de 2017
Como funcionam os grupos de consórcio

Modalidade de compra parcelada não cobra juros e nem entrada

Seja para investir no mercado imobiliário ou para adquirir a casa própria, o consórcio se tornou uma das alternativas utilizadas pelos brasileiros para comprar bens sem pagar altas taxas. Além de não ter juros, o sistema também não cobra entrada.

Ao adquirir uma cota de consórcio, o cliente começa a participar de um grupo, cujos integrantes pagam suas parcelas para a formação de um fundo comum, como uma espécie de poupança. Todo mês, o dinheiro arrecadado é utilizado para contemplar um participante por meio de sorteio. Também podem ocorrer contemplações por lance, de acordo com a disponibilidade financeira do grupo.

Pioneira no trabalho exclusivo com o consórcio de imóveis no Brasil, a Ademilar Consórcio de Investimento Imobiliário lançou agora em maio o grupo 560, que conta com uma das mais baixas taxas administrativas do mercado, de 0,1% ao mês. O grupo tem créditos de R$ 85 mil a R$ 170 mil e prazo de 240 meses para quitar a cota.

Podem participar até dois mil consorciados, que terão o benefício de contar com parcelas reduzidas até o momento da contemplação; depois os valores serão recalculados. Com o crédito em mãos, o consorciado tem a opção de comprar um imóvel novo ou usado, comercial ou residencial, reformar ou ainda construir. O consórcio é também uma opção inteligente de investimento para o aumento do patrimônio e o ganho de renda extra com o aluguel de imóveis.

 

Sobre a Ademilar

A Ademilar foi pioneira no país ao trabalhar especificamente com o consórcio de imóveis. Ela está entre as dez maiores administradoras do Brasil no segmento, segundo ranking do Banco Central. Atendimento personalizado, de acordo com as necessidades específicas de cada cliente, e assessoria completa em todas as etapas do processo são os diferenciais da administradora, que tem sede em Curitiba e atuação nas regiões Sul e Sudeste. Mais informações em www.ademilar.com.br.

Todas as notícias