+55 41 3026.2610

Notícias Central Press

Eleição fictícia leva alunos de Governador Celso Ramos às urnas

Postado no dia: 19 de setembro de 2018
Eleição fictícia leva alunos de Governador Celso Ramos às urnas
  1. Candidatos à presidência do Fundo do Mar Crédito: Aprende Brasil

Com foco no ensino da democracia e consciência ambiental, estudantes escolhem Presidente do Fundo do Mar

Em momentos políticos importantes como o que o Brasil passa atualmente, debate-se muito a respeito da educação política nas escolas e o preparo das crianças para o futuro. Com o intuito de promover a aprendizagem a respeito da democracia, cidadania e consciência ambiental, o Sistema de Ensino Aprende Brasil, da Editora Positivo, está desenvolvendo uma ação de “eleições presidenciais” com alunos da rede municipal. O projeto está sendo aplicado primeiramente em Governador Celso Ramos, com os alunos da Escola Municipal Abel Capella. Serão três candidatos a Presidente do Fundo do Mar, escolhidos por meio de votação, no dia 20 de setembro.

O projeto simula uma eleição nos padrões reais: os candidatos a presidente têm vice-presidentes, partidos, propostas eleitorais e números para votação. Os alunos terão título de eleitor fictício e precisarão comparecer à urna eletrônica no dia da votação, ambos nos moldes oficiais do Tribunal Superior Eleitoral. A urna estará em uma cabine de eleição personalizada, que conta com a ajuda de um aplicativo programado com os candidatos do fundo do mar.

“Toda a campanha está organizada de forma que os estudantes se engajem. Fizemos as peças publicitárias de cada partido, com propostas das chapas, cartazes, bótons, santinhos e toda a ambientação da escola, para que eles sintam-se em uma eleição completa”, conta Damila Bonato, gerente de produto do Aprende Brasil. Para ela, a ação tem grande impacto tanto nas questões ambientais, por fazer com que as crianças reflitam sobre as propostas de cada candidato, quanto cívica, por demonstrar a importância do voto em uma democracia.

Os professores e toda a comunidade escolar estão envolvidos na ação. O lançamento da campanha foi na última segunda-feira (10) e segue até o dia 22, quando os alunos escolherão o novo Presidente do Mar. Para o professor Daniel Medeiros, doutor em Educação Histórica, ações como essa reforçam que a escola é um espaço público que deve formar o cidadão para os demais espaços públicos. “A discussão democrática, o debate respeitoso, o ardor e a frustração fazem parte do processo da construção do consenso, que é a única saída para a democracia. Sem a escola, a política não avança. Sem a política, a escola perde parte importante de sua função”, afirma.

Carolina Miranda, diretora da escola Abel Capella, acredita que a ação é uma ótima forma de trazer uma dinâmica diferente para o dia a dia escolar e permite que os alunos exercitem sua cidadania. “É muito bom ver os alunos interessados em uma causa, discutindo ideias e debatendo, de forma madura, o que acreditam. Desde que receberam os bótons, dos próprios candidatos, eles têm se mostrado muito comprometidos com a campanha. Dá para acreditar que teremos bons cidadãos no futuro”, conta. Os competidores foram inventados e produzidos por outras escolas da rede municipal: Maria Amália Cardoso, João Baldança Sobrinho, Alaíde da Silva Mafra, Elvira Sardá da Silva, Dalma Luz de Azevedo e Miguel Pedro dos Santos. Os alunos da Abel Capella não tiveram relação com a criação dos personagens para não influenciar a votação. Ao todo, 347 alunos serão eleitores na votação.

Para o professor de Gestão Ambiental da Universidade Federal de Viçosa e membro da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza, Fabiano Melo, aliar um tema tão forte como a política ao meio ambiente é uma iniciativa extremamente importante. “As questões ambientais devem ser sempre tratadas como prioritárias, pois sem um ambiente saudável, não teremos qualidade de vida – e todas as mazelas sociais importantes, como doenças provocadas pela má qualidade ambiental, enchentes etc., terão sempre um custo altíssimo no planejamento urbano; e questões como segurança alimentar passarão a ser tão relevantes que os projetos econômicos para um país dependerão diretamente disso. Portanto, uma consciência ambiental plena, desde cedo, é a garantia de um futuro melhor para todos nós”, ressalta.

 

Conheça as chapas candidatas à presidência do Fundo do Mar:

  • 26 – Cauê Marinho e Otávio Crustáceo (Partido das Marés), propostas: fiscalizar áreas de reprodução de cavalos-marinhos e caranguejos; proibição de construção nos manguezais; e evitar dragagens nos mangues.
  • 34 – Gabi Dolphin e Augusto Vivar (Partido das Ondas), propostas: fiscalizar a proibição da pesca de arrasto; canalização da rede de esgoto para despoluir o oceano; e preservar a toninha, um dos menores golfinhos do mundo, ameaçado de extinção em nosso litoral.
  • 41 – Tom Tortuga e Tati Tainha (Partido das Correntes), propostas: proibir uso de canudos plásticos em bares e restaurantes; separar sacolas e garrafas plásticas para que não contaminem o mar; e conscientizar para evitar a pesca acidental de tartarugas.

 

Sobre o Aprende Brasil

É um sistema de ensino completo, dinâmico e moderno.  Oferece um conjunto de soluções para a rede de ensino pública – que contempla material didático, o Aprende Brasil On, assessoria pedagógica aos professores e uma coordenação pedagógica regional – que auxilia os gestores educacionais no processo de implementação do sistema na região, oferece atendimento às demandas educacionais específicas da localidade, orienta e participa de reuniões com coordenadores e diretores das escolas, além da comunidade escolar. O material vem com capa personalizada para cada município e os livros são integrados, apresentando conteúdos e atividades de todas as áreas do conhecimento. O Aprende Brasil On está disponível para alunos e professores com um conjunto de tecnologias e recursos que permite potencializar o aprendizado e o engajamento individualizado, com atividade interativas, recursos multimídia, obras literárias, enciclopédias, dicionários virtuais, simuladores, reportagens, conteúdos curriculares, ferramentas inteligentes de busca, sugestões de atividades para a sala de aula, entre vários outros conteúdos. Já a assessoria pedagógica atende aos docentes por meio de cursos presenciais e à distância, utilizando de estratégias como webconferências, web atendimentos e e-mails.

Todas as notícias