Campanha contra câncer de boca inicia dia 5

Atendimento odontológico gratuito visa evitar que lesões de boca indolores se transformem em câncer

O aparecimento de feridas na boca que não cicatrizam em uma semana é um sinal de alerta do organismo e pode significar o início de um câncer bucal. Outros sintomas são lesões superficiais, pequenas, indolores e manchas esbranquiçadas ou avermelhadas nos lábios ou na mucosa bucal. A melhor maneira de tratar o problema são visitas de rotina ao dentista, um hábito que o curso de Odontologia da Universidade Positivo (UP) quer estimular, com a realização de uma campanha ampla para diagnóstico, prevenção e tratamento de lesões de boca.
A iniciativa vai começar no câmpus Ecoville da UP, no dia 5 de maio, e vai se estender gratuitamente para a população nos seis meses seguintes, com atendimentos supervisionados pelos professores do curso e a participação dos alunos da graduação e da pós-graduação do curso de Odontologia. “As campanhas de prevenção de lesões na boca se concentram muito para combater o câncer bucal. Com a iniciativa da universidade, queremos estender as ações por um período maior, não só para tratar o câncer de boca, mas para investigar e tratar as lesões em geral, pois o paciente que identifica a lesão, muitas vezes não consegue o tratamento”, explica Melissa Rodrigues de Araújo, professora do curso de Odontologia da Universidade Positivo e uma das responsáveis pela campanha.
O projeto tem ainda finalidade educativa. De acordo com Melissa, o paciente precisa ser orientado de que uma simples lesão aparente pode se tornar, no futuro, uma lesão maligna. “Muitas das lesões podem ficar anos até se desenvolver. As lesões de lábio, por exemplo, começam com uma mancha esbranquiçada. Posteriormente, pode desenvolver uma lesão mais grave. Com o tratamento, essa lesão não se transforma em um câncer de boca”, diz a professora.
As lesões normalmente são indolores, o que leva o paciente a adiar a procura por atendimento odontológico. Quando a dor surge, lembra Melissa, é um sintoma já tardio de que a moléstia pode estar em estágio avançado. Descoberta a tempo, no entanto, o índice de sobrevida é alto e o tratamento contra a doença é bem menos invasivo se concentrado na região bucal.
Perfil do paciente e fatores de risco
O câncer de boca, entre os homens, é a oitava causa de morte no país, ressalta Melissa. Nas mulheres, essa causa de morte ocupa a décima posição. São vários os fatores de risco, mas quem é fumante e consome bebida alcóolica de forma exagerada reúne mais condições de desenvolver a doença. A exposição solar, sem proteção, é outro fator de risco causa e atinge, principalmente, pessoas com pele clara.
O perfil de maior incidência dos casos graves ainda concentra-se em homens na faixa etária dos 50 anos. A prevenção é simples, pois é recomendável manter uma escovação regular diária, uso do fio dental e não abrir mão de visitas frequentes ao dentista para identificar eventuais alterações. O especialista é quem também vai alertar o paciente sobre os fatores de risco que ele poderá estar envolvido.
Serviço:
O que: Campanha de Prevenção e Tratamento em Lesões de Boca da Universidade Positivo
Onde e Quando: Clínica Odontológica da Universidade Positivo, no campus Ecoville (Avenida  Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300, Bloco Marrom), a partir do dia 5 de maio.
Como fazer: o paciente deve ligar e agendar o horário da consulta pelos telefones (41) 3317-3181 e (41) 3317-3488, das 8h às 22h. Os atendimentos, gratuitos e disponíveis a toda a população, serão feitos no período da tarde.
 
Sobre a Universidade Positivo
A Universidade Positivo (UP) concentra, na Educação Superior, a experiência educacional de mais de quatro décadas do Grupo Positivo. A instituição teve origem em 1988 com as Faculdades Positivo, que, dez anos depois, foram transformadas no Centro Universitário Positivo (UnicenP). Em 2008, foi autorizada pelo Ministério da Educação a ser transformada em Universidade. Atualmente, oferece 54 cursos de Graduação (30 cursos de Bacharelado e Licenciatura e 24 Cursos Superiores de Tecnologia), três programas de Doutorado, quatro programas de Mestrado, centenas de programas de Especialização e MBA e dezenas de programas de Extensão. Em Curitiba, a UP conta com três campus: Ecoville, que ocupa uma área de 424,8 mil metros quadrados, Praça Osório, no centro da cidade, e Mercês – Catarina Labouré, este último dedicado ao curso de Enfermagem. Lançou, em 2013, seu programa de Educação à Distância, com dezenas de polos em todo o país. Segundo as avaliações do Ministério da Educação, é considerada uma das melhores universidades privadas do Brasil.
 

Share:

Latest posts

Créditos: Freepik
Universidade Positivo recebe feira de adoção de cães nesta quarta-feira (12)
Crédito: Marcos Vinícius
Às vésperas do Dia dos Namorados, shopping promove encontro para solteiros
Foto: divulgação
Caminhada melhora saúde, fortalece vínculos sociais e promove solidariedade

Sign up for our newsletter

Acompanhe nossas redes

related articles

Créditos: Freepik
Universidade Positivo recebe feira de adoção de cães nesta quarta-feira (12)
Evento tem animais do Complexo Penitenciário de Piraquara disponíveis para adoção A Universidade Positivo...
Saiba mais >
Crédito: Marcos Vinícius
Às vésperas do Dia dos Namorados, shopping promove encontro para solteiros
Com música, cardápio especial de bebidas e comidas, cinema e decoração romântica, a 9.ª edição da Sessão...
Saiba mais >
Foto: divulgação
Caminhada melhora saúde, fortalece vínculos sociais e promove solidariedade
Exercício é capaz de combater doenças, melhorar a saúde mental e até contribuir com a economia A caminhada...
Saiba mais >
mice
Revista MICE Curitiba chega à terceira edição
Publicação bilíngue destaca conquistas da cidade mais inteligente do mundo e o crescimento do turismo...
Saiba mais >