News

Postado no dia: 13 maio 2022

No mundo do trabalho, com que “voz” eu vou?

A voz pode transmitir diversas características e causar inúmeras impressões. No mundo corporativo, o tom certo da voz pode colaborar com o sucesso e o engajamento que se espera ao passar uma mensagem. Isso porque a voz vai além do conteúdo da fala. Ela imprime sensações que são imediatamente decodificadas pelos receptores.

Com a pandemia, as pessoas passaram a falar mais alto. A voz aumentou nas videochamadas, nos trabalhos presenciais e o uso da máscara reduz o tom em até 5 decibéis em média, o que faz as pessoas falarem mais alto. Esse “novo normal” da voz mais alta pode ser um gerador de estresse na volta ao trabalho presencial.

Domínio, agressividade, suavidade, interesse etc., todas essas emoções podem ser transmitidas na voz. Este é um recurso importante para humanizar as relações. No passado recente, os teleoperadores de atendimento ao cliente tinham como hábito falar de forma mecânica e sem emoção, deixando o tom da conversa o mais robotizado possível, com abuso de gerúndio e atitudes repetitivas.

Clique aqui para ler a notícia completa

Voltar

×