Notícias Central Press

Curitiba recebe Congresso Nacional Sobre Macrocriminalidade e Combate à Corrupção

Postado no dia: 2 de maio de 2019
Curitiba recebe Congresso Nacional Sobre Macrocriminalidade e Combate à Corrupção

Sérgio Moro e a cúpula da Lava Jato se reúnem no dia 13 de maio, na Universidade Positivo, para debater o tema

A Escola da Magistratura Federal do Paraná (Esmafe-PR) e a Associação Paranaense dos Juízes Federais (Apajufe) promovem, em Curitiba, a primeira edição do Congresso Nacional Sobre Macrocriminalidade e Combate à Corrupção – um dia de imersão com os maiores nomes do tema no Brasil. O evento acontece na segunda-feira, 13 de maio, na Universidade Positivo.

De acordo com o diretor da Esmafe-PR, André Wasilewski Duszczak, o Congresso não poderia ser sediado em outro lugar. “Curitiba se tornou a cidade símbolo da Lava Jato e da luta ao combate à corrupção. O Direito e a própria sociedade mudaram após a operação. Por isso, é essencial ouvir os atores responsáveis por essa transformação”, ressalta. Segundo o presidente da Apajufe, Fabrício Bittencourt da Cruz, essa é uma oportunidade inédita de encontrar a cúpula da Lava Jato reunida num único encontro, aberto ao público. “Um evento desta magnitude tem importância ímpar no contexto atual da realidade que vivemos”, afirma.

São presenças confirmadas o ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro, o procurador da República Deltan Dallagnol, o diretor técnico-científico da Polícia Federal Fábio Salvador, a conselheira do CNJ Maria Tereza Uille, o diretor de Combate ao Crime Organizado da Polícia Federal Igor Romário de Paulo, o diretor-geral do Departamento Penitenciário Nacional Fabiano Bordignon, o delegado federal Márcio Anselmo, o chefe da equipe de assuntos legislativos do Ministério da Justiça Vladimir Passos de Freitas, o diretor-geral da Polícia Federal Maurício Valeixo, o presidente do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF) Roberto Leonel de Oliveira Lima, o desembargador do TRF4 João Pedro Gebran Neto, e os juízes Federais Marcelo Bretas, Carolina Moura Lebbos e Gabriela Hardt.

De acordo com o reitor da Universidade Positivo, José Pio Martins, o Congresso tem especial importância dentro da instituição, que é referência no curso de Direito, e vê como tarefa proporcionar aos acadêmicos e docentes múltiplas visões sobre os assuntos atuais, para que possam desenvolver o pensamento crítico e respeitar as opiniões alheias. “O Brasil vive um momento peculiar, que é o avanço das apurações de crimes de corrupção e a punição de políticos e empresários famosos e poderosos. Nessa nova realidade, os debates e as discussões são bem-vindos como meio de melhorar a ética pública no país”, completa.

A programação propõe doze horas (das 8h às 20h) de debates e palestras, divididos em cinco painéis, além de um almoço com Maria Tereza Uille, em torno do tema “Inteligência Artificial Aplicada ao Direito”. A entrada custa R$ 160,00 (inteira); R$ 85,00 (meia entrada) e R$ 70,00 para associados da Esmafe, alunos e ex-alunos da Universidade Positivo. Os ingressos são limitados e podem ser adquiridos no Disk Ingressos (www.diskingressos.com.br ou nos pontos de venda).

 

SERVIÇO

Congresso Nacional Sobre Macrocriminalidade e Combate à Corrupção

Data: 13 de maio

Horário: das 8h às 20h

Local: Universidade Positivo (Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5.300)

Ingressos: Disk Ingressos (inteira R$ 160; meia R$ 85,00 e R$ 70,00 para associados Esmafe-PR, alunos e ex-alunos da Universidade Positivo)

Mais informações: https://conteudo.esmafe.com.br/macrocriminalide-e-combate-a-corrupcao/

 

______________________________________________________________

 

PROGRAMAÇÃO

 

8h – Credenciamento

8h30 – Abertura

  • André Wasilewski Duszczak, diretor da Escola da Magistratura Federal do Paraná (Esmafe-PR)
  • José Pio Martins, reitor da Universidade Positivo
  • Fabrício Bittencourt da Cruz, presidente da Associação Paranaense dos Juízes Federais (Apajufe)

9h – Painel 1: O crime organizado e a corrupção no Brasil

  • Sérgio Fernando Moro, Ministro da Justiça (Objetivos do Projeto de Lei Anticrime)
  • João Pedro Gebran Neto, Desembargador do TRF4 (O Judiciário e a contenção da macrocriminalidade)

10h30 – Painel 2: A Lava Jato e a atuação da Polícia Federal

  • Maurício Valeixo, diretor-geral da Polícia Federal (A atuação da Polícia Federal em crimes complexos)
  • Fabio Salvador, diretor técnico-científico da Polícia Federal (O invisível que a perícia detecta nas operações)
  • Fabiano Bordignon, diretor-geral do Departamento Penitenciário Nacional (O sistema penitenciário Nacional e seu futuro)

12h – Intervalo para almoço

Opcional: Almoço com Maria Tereza Uille, conselheira do CNJ (Inteligência Artificial aplicada ao Direito) – ingresso a R$ 120,00 deve ser adquirido separadamente.

10h30 – Painel 3: Combate à corrupção, lavagem de dinheiro e crime organizado

  • Márcio Anselmo, Delegado Federal (Os desafios do combate à corrupção)
  • Igor Romário de Paula, diretor de Investigação e Combate ao Crime Organizado – Dicor (O combate ao crime organizado)
  • Roberto Leonel, presidente do Conselho de Controle de Atividades Financeiras – COAF (Conselho de Controle de Atividades Financeiras na prevenção e repressão de atividades criminosas)

15h30 – Painel 4: A Lava Jato e suas consequências

  • Vladimir Passos de Freitas, chefe da equipe de assuntos legislativos do Ministério da Justiça (A segurança pública e a corrupção)
  • Carolina Moura Lebbos, Juíza Federal da execução penal da 12a Vara Federal de Curitiba/PR (A execução da pena pela Justiça Federal)
  • Gabriela Hardt, Juíza Federal da 13a Vara Federal de Curitiba/PR (O processo penal e o combate ao crime organizado)

17h30 – Intervalo

18h – Painel 5: O Direito Penal e a corrupção

  • Deltan Dallagnol, Procurador da República (Medidas contra a corrupção e a importância da Lava Jato)
  • Marcelo Bretas, Juiz Federal da 7a Vara Federal  Criminal do Rio de Janeiro/RJ (O Direito Penal nos tempos de Lava Jato)

20h – Encerramento

Todas as notícias