Notícias Central Press

Escola paraibana comemora resultados na redação do Enem

Postado no dia: 9 de abril de 2021
Escola paraibana comemora resultados na redação do Enem

88% dos estudantes do Colégio Normal Francisca Mendes, em Catolé do Rocha, conquistaram nota acima de 900 na redação do Enem

Conquistar uma boa nota na redação do Enem é considerado um desafio enorme para quem vai fazer o Exame Nacional do Ensino Médio e isso costuma tirar o sono de muitos estudantes. A média de nota da redação, todos os anos, costuma sempre variar entre 400 e 600 pontos, em uma tabela que vai de zero a mil. Este ano, a nota média foi de 588,74. Com a divulgação das notas da edição 2020 do exame, um colégio no interior da Paraíba tem motivos de sobra para comemorar. Dos 25 alunos do 3º ano do Ensino Médio do Colégio Normal Francisca Mendes, em Catolé do Rocha, sertão paraibano, 22 conseguiram uma nota na redação acima de 900 pontos, sendo que 5 deles atingiram 980 pontos. Em todo o Brasil, este ano foi historicamente o que registrou menor número de redações nota mil: apenas 28 estudantes em todo o país, dentre mais de 2,7 milhões de alunos. Para se ter uma ideia, em 2019 foram 53 notas mil e, em 2018, 55.

Para produzir um bom texto, digno de uma boa nota, não existe uma fórmula única, mas de acordo com a professora de redação do Colégio Francisca Mendes, Iara Muller Gomes Barreto, alguns requisitos são fundamentais. “Eu afirmo com segurança que o resultado excelente que conquistamos foi fruto de um trabalho baseado na prática, na ampliação do repertório e no exemplo”, destaca a educadora. Para ela, praticar a produção de textos de forma incessante é indispensável. É escrevendo cada vez mais que se escreve cada vez melhor. “A preparação com os alunos ao longo de 2020 contou com muita prática da escrita. Toda semana, eu apresentava uma proposta nova de tema para ser desenvolvido pelos alunos, durante as aulas ou em casa. E, na semana seguinte, eu dava um retorno individual para cada um deles sobre os textos produzidos”, explica Iara. 

A professora destaca também que procura ampliar o repertório social, histórico e cultural dos alunos. “Nas aulas, apresentamos muitos conteúdos e reflexões baseados em filmes e séries que indicamos, livros, filósofos e sociólogos cujos conceitos ajudam a fundamentar as ideias e argumentos na hora de escrever, além também de tópicos baseados na Constituição Federal Brasileira. É por meio da leitura e da aquisição de conhecimento e ideias que o aluno consegue melhorar a capacidade de argumentação na hora de defender uma tese na redação”, ressalta. E o exemplo também é muito importante. A professora conta que toda semana apresenta um exemplo de redação nota mil para a turma. “O que eu faço é mostrar que há técnica para se produzir uma boa redação. E eu costumo repassar parágrafo por parágrafo do exemplo apresentado, destacando o caminho adotado ali”.

A estudante Laura Terna, cuja nota na redação foi de 980 pontos, reforça as colocações da professora. “O que realmente me ajudou foi esse trabalho que a escola realizou de nos estimular muito com uma ampliação da visão de mundo, do nosso repertório. A professora estava sempre nos instigando a conhecer mais e refletir sobre o que nos era apresentado. eu também me dediquei bastante a escrever muito neste ano que passou. Minha meta pessoal era a de escrever pelo menos uma – em muitas semanas foram duas – redações por semana”, conta a estudante. O tema da redação do Enem 2020 foi “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”. Laura diz que estava preparada para esse tema por conta da visão de sociedade que já havia adquirido no trabalho com a professora de redação. “Eu procurei escrever sobre a alienação social, como os indivíduos costumam se calar diante das questões que prejudicam os grupos menos favorecidos”, explica a aluna.

Por conta da pandemia, uma das preocupações do Colégio foi não permitir que a suspensão das aulas presenciais prejudicasse o desempenho dos alunos. A diretora pedagógica do Colégio, Ana Cristina Lira de Sousa Xavier, conta que a escola redobrou os esforços para que os alunos concluíssem o ano letivo de 2020 realmente preparados para o Enem e vestibulares. “Apesar de estarmos vivenciando um momento difícil, foi possível colher resultados tão positivos. O Enem foi a melhor régua para confirmar esses resultados. A escola é conveniada ao Sistema Positivo de Ensino, que ofereceu aos nossos alunos simulados bimestrais, além de aulas e conteúdos de reforço e revisão pelo Webestudante. Isso tudo, certamente, fez a diferença e nos permite hoje comemorar os resultados obtidos”, conta a diretora.

Sobre o Sistema Positivo de Ensino

É o maior sistema voltado ao ensino particular no Brasil. Com um projeto sempre atual e inovador, ele oferece às escolas particulares diversos recursos que abrangem alunos, professores, gestores e também a família do aluno com conteúdo diferenciado. Para os estudantes, são ofertadas atividades integradas entre o livro didático e plataformas educacionais que o auxiliam na aprendizagem. Os professores recebem propostas de trabalho pedagógico focadas em diversos componentes, enquanto os gestores recebem recursos de apoio para a administração escolar, incluindo cursos e ferramentas que abordam temas voltados às áreas de pedagogia, marketing, finanças e questões jurídicas. A família participa do processo de aprendizagem do aluno recebendo conteúdo específico, que contempla revistas e webconferências voltados à educação.

Todas as notícias