Notícias Central Press

Grupo Positivo lança relatório de sustentabilidade em Seminário Internacional de Ética

Postado no dia: 19 de agosto de 2016
Grupo Positivo lança relatório de sustentabilidade em Seminário Internacional de Ética

Com palestras de Oriovisto Guimarães, Sergio Casella e Sergio Moro, o Seminário Internacional de Ética, em Curitiba, abordou a ética nas esferas pessoal, profissional e corporativa, nos dias 16, 17 e 18 de agosto. O evento reuniu mais de 3,5 mil pessoas e foi palco do lançamento do terceiro relatório de sustentabilidade do Grupo Positivo, que mostra a estratégia de gestão dos temas definidos como importantes para os negócios em que atua, além das principais ações e resultados alcançados durante os anos de 2014 e 2015.

Com sede em Curitiba (PR), o Positivo tem 44 anos de história e atua em 26 estados brasileiros e no Distrito Federal, em cinco segmentos de mercado: Ensino, Soluções Educacionais, Tecnologia, Gráfica e Cultura. Referência nacional em educação , o Grupo está presente em mais de 40 países. No Brasil, mais de 7 mil colaboradores trabalham no desenvolvimento de produtos e serviços que impactam diretamente cerca de 1 milhão de estudantes de escolas públicas e privadas em todo o País.

O relatório de sustentabilidade do Positivo segue a metodologia da Global Reporting Initiative (GRI), com a finalidade de prestar contas aos públicos com os quais a empresa se relaciona e servir como ferramenta de gestão da sustentabilidade. “Nossas principais contribuições para a sustentabilidade são o compromisso com a qualidade da educação, a inovação de métodos de ensino e a formação crítica e humanista. Essas diretrizes – associadas aos valores do saber, da ética, do trabalho e do progresso, presentes desde o início de nossa trajetória – orientam a gestão das nossas empresas”, afirma o vice-presidente do Grupo Positivo, Lucas Guimarães.

A ética foi destacada como um dos temas prioritários da gestão da sustentabilidade do grupo que, desde 2014, tem reforçado as estruturas internas de orientação e controle. O Comitê de Conduta, por exemplo, foi reestruturado e passou a ter uma atuação independente. Dessa forma, ganhou força na apuração de relatos e na recomendação de sanções. A mudança tornou os processos mais transparentes e contribuiu para evitar conflitos de interesses. Além disso, todas as empresas do grupo atuam no combate à corrupção, fraudes e conflitos de interesse, por meio de manuais, treinamentos e monitoramento constante.

Outro aspecto analisado pelo relatório foi a emissão de gases causadores do efeito estufa – fator que tem alarmado os especialistas em relação às mudanças climáticas. Em 2014, o Positivo realizou o primeiro inventário, utilizando a metodologia do Programa Brasileiro GHG Protocol. Entre 2014 e 2015, a emissão de gases causadores do efeito estufa foi reduzida em 13%, e a empresa deixou de emitir mais de 2,1 mil toneladas de CO2 equivalente. Os principais fatores que influenciaram esse resultado foram os ganhos de eficiência energética e a racionalização da logística. O relatório de sustentabilidade do Grupo Positivo está disponível no sitewww.positivo.com.br/instituto/sustentabilidade.

Todas as notícias