Infraestrutura escolar contribui com aprendizagem, diz pesquisa

Infraestrutura escolar contribui com aprendizagem, diz pesquisa

Neuroarquitetura é aliada para criar espaços diferenciados voltados à convivência, prática esportiva e pedagógica nas escolas

Neuroarquitetura. Embora não seja novo – os primeiros registros de trabalhos arquitetônicos com foco no bem-estar mental datam de meados da década de 1950 -, esse conceito tem se tornado cada vez mais necessário para o estilo de vida contemporâneo. Diversas pesquisas evidenciam a influência do desenho e organização dos ambientes nas emoções. Agora, um estudo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que analisou dados sobre infraestrutura e aprendizagem coletados por uma pesquisa da UNESCO, mostra que até mesmo a infraestrutura escolar tem um papel fundamental no desempenho dos estudantes.

De acordo com esse levantamento, estudantes que frequentam escolas com bons ambientes apresentam melhor desenvolvimento. Espaços funcionais, bem iluminados e que estimulam a criatividade realmente ajudam na rotina escolar de crianças e adolescentes. E, bibliotecas, laboratórios e quadras esportivas estão entre os espaços com mais influência, sob esse aspecto. Além de preocupar-se com equipar muito bem esses ambientes, também é necessário pensar em como eles são planejados e utilizados no cotidiano. Revitalizar e dar nova destinação a locais subutilizados é importante para permitir que o processo de ensino e aprendizagem seja mais eficaz e prazeroso.

Para a arquiteta e urbanista Marilice Casagrande Lass Botelho, “proporções espaciais e iluminação corretamente aplicadas, ventilação apropriada, baixo índice de ruído e paleta de acabamentos compatível com as funções ali desenvolvidas geram espaços confortáveis e harmônicos”. Nesse sentido, os chamados “espaços de descompressão”, criados nos anos de 1990, são fundamentais.

Áreas verdes são indispensáveis para saúde mental

Os benefícios do contato com a natureza também são velhos conhecidos da ciência. Das casas de repouso que estavam sempre localizadas em meio a campos e matas, ao longo dos últimos séculos, aos estudos mais aprofundados que comprovam a relação entre meio ambiente e saúde mental, o denominador comum é a certeza de que o verde e o ar puro afetam positivamente os seres humanos. 

Em parceria com a Universidade da Virgínia e o Centro de Resiliência de Estocolmo, a ONG The Nature Conservancy (TNC) desenvolveu uma análise das ligações entre qualidade de vida e contato com a natureza. Por meio da observação de estudos em saúde, meio ambiente e até economia, os pesquisadores concluíram que as grandes cidades têm um enorme potencial do que se chama de “penalidade psicológica urbana”, ou seja, aumento do estresse e de outros transtornos mentais. Outros estudos também já demonstraram que até mesmo poucos minutos de interação com ambientes naturais podem melhorar significativamente a saúde mental das pessoas. O mesmo se aplica às escolas.

Experiência prática

Convívio, lazer, ócio criativo. Tudo contribui para que o aprender seja potencializado. E os resultados são visíveis no humor e disposição dos estudantes, como observa a diretora do Colégio Positivo – Joinville, Patrícia Menezes Barcelos Corrêa. Ali, uma área ao ar livre que não estava sendo utilizada foi transformada em um ambiente multiuso para atividades esportivas, culturais e pedagógicas. “É um amplo espaço de convivência durante os intervalos e os professores também o utilizam para enriquecer as práticas pedagógicas em contato com a natureza, realizando contação de histórias e atividades esportivas”, explica.

No curto prazo, os estudantes aproveitam a área ventilada e ensolarada para lanchar, relaxar e conversar com os amigos. No médio e longo prazo, a ideia é que ela também ajude a tornar as horas de estudo mais produtivas e menos estressantes. “Temos percebido que as crianças estão menos tensas e mais animadas depois que começaram a utilizar esse espaço. Sabemos a importância disso para a aprendizagem e esperamos impactos ainda melhores ao longo do tempo”, completa a diretora.

Outro projeto voltado para o desenvolvimento das crianças é a Vila da Educação Infantil. Com espaços para brincadeira e aprendizagem relacionados aos Bombeiros, a uma lanchonete, mercado e banco, o principal diferencial é a possibilidade de brincar e aprender sobre os cuidados, primeiros socorros, alimentação saudável, conceitos matemáticos e noções de quantidades.

Sobre o Colégio Positivo – Joinville

O Colégio Positivo chegou a Joinville em 2016 e, desde então, possui duas unidades no município: o Colégio Positivo – Joinville e o Colégio Positivo – Joinville Jr., que combinam tecnologia aplicada à educação, material didático atualizado e professores qualificados, com o compromisso de formar cidadãos conscientes e solidários. O Colégio Positivo tem, em Joinville, turmas de Educação Infantil (Regular e Bilíngue), Ensino Fundamental – Anos Iniciais (Regular e Bilíngue), Ensino Fundamental – Anos Finais (Regular e Bilíngue), e Ensino Médio (Regular e Integral). Além disso, os alunos têm à disposição atividades complementares esportivas e culturais, incentivo ao empreendedorismo e aulas de Língua Inglesa diferenciadas.

Share:

Latest posts

Luara Mandelli é um exemplo de atleta que tem conseguido participar de campeonatos graças aos seus patrocínios, como o da ClearCorrect Créditos: Lorenzo Bazo
Patrocínios impulsionam sonhos olímpicos
Parintins (1)
Do sertanejo à comédia, Teatro Positivo divulga programação de março
3670c-20210320-0112 (1)
Iluminação de interiores: conforto visual e sofisticação em cada detalhe

Sign up for our newsletter

Acompanhe nossas redes

related articles

Luara Mandelli é um exemplo de atleta que tem conseguido participar de campeonatos graças aos seus patrocínios, como o da ClearCorrect Créditos: Lorenzo Bazo
Patrocínios impulsionam sonhos olímpicos
Mesmo com muita garra e persistência, apoio de empresas é fator determinante para diversos atletas brasileiros É...
Saiba mais >
Parintins (1)
Do sertanejo à comédia, Teatro Positivo divulga programação de março
Além dos shows e peças teatrais, Teatro recebe espetáculos do tradicional Festival de Curitiba espetáculos...
Saiba mais >
3670c-20210320-0112 (1)
Iluminação de interiores: conforto visual e sofisticação em cada detalhe
Arquiteta da A.Yoshii dá dicas sobre o uso da iluminação para transformar ambientes e criar verdadeiras...
Saiba mais >
©2021 Ebraim Martini
Em busca de um carro por assinatura? Confira dicas para não errar na escolha do plano
Com opções contratuais de 12, 18 e 24 meses e franquias de 500 a 2 mil quilômetros por mês, especialista...
Saiba mais >