Mariana Ianelli estreia na literatura infantil

[flgallery id=1819 /]

Maternidade inspira poeta a escrever sobre os medos que as crianças têm do escuro

Autora de uma dezena de livros de poesia, Mariana Ianelli estreia na literatura infantil com o lançamento de Bichos da Noite, da Editora Positivo. Com ilustrações de Odilon Moraes, o livro de 40 páginas é recomendado para crianças a partir de quatro anos de idade. A obra fala, de forma poética, dos medos que as crianças têm do escuro – e traz um final reconfortante, com a chegada dos pais. Escrito à noite pela autora, mãe de uma menina de dois anos, o livro é dedicado a todos os que convivem com seus companheiros de escuro – meio reais, meio imaginários -, vencendo o medo com fantasia e curiosidade.
Nem texto, nem imagem estão um a serviço do outro, mas estabelecem uma conversa em que se complementam. Odilon Moraes cria uma narrativa visual para o poema. De acordo com Cristiane Mateus, isso faz com que a obra fique muito mais rica. “É possível uma leitura só das imagens, uma outra leitura só do poema – e uma terceira leitura conjunta”, sugere a editora. Pontos coloridos na aquarela em preto e branco e tons de marrom representam os bichos narrados no poema – um diálogo entre texto e ilustração.
Segundo o ilustrador, os desenhos seguem duas narrativas distintas, não lineares. “Os que se apresentam nas páginas do lado esquerdo do texto representam a realidade, isto é, o que está acontecendo enquanto o poema vai sendo lido. Mostram alguém chegando em casa, parando o carro, entrando pela porta, subindo a escada. Já as páginas duplas mostram a imaginação da criança acontecendo simultaneamente”, explica Odilon Moraes. A exceção é a última página, que mostra os pais chegando em casa.
“Como é um livro para ser contado para as crianças, Bichos da Noite também traz um diálogo com os adultos e seus fantasmas”, revela Cristiane. “O adulto está acostumado a pensar que ilustração é redundância e, quando percebe que o desenho não está contando o que a palavra está dizendo, é despertado a prestar atenção na imagem. A criança, por outro lado, está acostumada a ler imagem e, dessa forma, aprende a ler palavras”, disse o ilustrador, que já conquistou quatro vezes o Prêmio Jabuti.
 
Sobre Mariana Ianelli: nascida em São Paulo, em 1979. Mestre em Literatura e Crítica Literária pela PUC-SP, é autora dos livros de poesia Trajetória de antes (1999), Duas chagas (2001), Passagens (2003), Fazer silêncio (2005 – finalista dos prêmios Jabuti e Bravo! Prime de Cultura 2006), Almádena (2007 – finalista do prêmio Jabuti 2008), Treva alvorada (2010) e O amor e depois (2012). Como ensaísta, é autora de Alberto Pucheu por Mariana Ianelli, da coleção Ciranda da Poesia (2013). Estreou na prosa com o livro de crônicas Breves anotações sobre um tigre (2013). Em 2008, recebeu o Prêmio Fundação Bunge (antigo Moinho Santista) na categoria Juventude. Em 2011, obteve menção honrosa no Prêmio Casa de las Américas (Cuba) pelo livro Treva alvorada.
 
Sobre Odilon Moraes: paulista graduado em arquitetura pela USP, iniciou na literatura em 1990 como ilustrador. Já ilustrou mais de cinquenta livros. Recebeu dois prêmios Jabutis pelas imagens de “A Saga de Sigfried”, em 1994 e “O Matador”, em 2009. Em 2002 escreveu seu primeiro livro ilustrado “A Princesinha Medrosa” que recebe o prêmio de Melhor Livro do Ano para Crianças, da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ). Em 2004 recebeu novamente o prêmio Melhor Livro do Ano para Crianças pela FNLIJ, com o livro “Pedro e Lua”. Em 2012, seu livro “Traço e Prosa” recebeu o prêmio Melhor Livro Teórico do Ano, também pela FNLIJ. Possui vários livros agraciados com o selo White Raven da Biblioteca Internacional do Livro para Crianças de Munique. No ano de 2014 entrou para a lista de honra do International Book Board for Youth (IBBY). Em 2016, ganhou levou o 2º lugar do Prêmio Jabuti, na categoria Infantil, com o autoral Lá e Aqui, escrito em parceria com Carolina Moreyra, e, em 2017, a parceria com a Editora Positivo lhe rendeu mais um Jabuti – dessa vez, com a obra teleco, o coelhinho, escrita por Murilo Rubião. Desde de 2005 ministra palestras, oficinas e escreve artigos sobre a história e o conceito do livro ilustrado.


Bichos da Noite
Mariana Ianelli, com ilustrações de Odilon Moraes
Editora Positivo
40 páginas
R$ 43,90
A partir dos 4 anos

Share:

Latest posts

mustang2 (1)
Ford Slaviero realiza evento em comemoração aos 60 anos do lendário Mustang
CIEE-por-GusBenke-50
De Libras à logística: cursos gratuitos são oportunidade de capacitação com certificado
3903C-20230302-0048 (1)
Vero Vittá: inspiração para viver com qualidade e exclusividade no alto da Gleba Palhano

Sign up for our newsletter

Acompanhe nossas redes

related articles

mustang2 (1)
Ford Slaviero realiza evento em comemoração aos 60 anos do lendário Mustang
22.° edição do evento reúne fãs do modelo em Curitiba Realizado na concessionária Ford Slaviero, uma...
Saiba mais >
CIEE-por-GusBenke-50
De Libras à logística: cursos gratuitos são oportunidade de capacitação com certificado
CIEE/PR oferece 22 opções presenciais em Curitiba para pessoas a partir de 14 anos; formação em Libras...
Saiba mais >
3903C-20230302-0048 (1)
Vero Vittá: inspiração para viver com qualidade e exclusividade no alto da Gleba Palhano
Lançamento de alto padrão da A.Yoshii traz espaços de lazer diferenciados e localização privilegiada...
Saiba mais >
FOTO-HARROCK-JE-2 (1)
Hard Rock Cafe Curitiba anuncia novidades no cardápio de almoço
Lunch menu tem novos preços e opções para quem busca pratos executivos com um toque de Rock’n Roll Conhecido...
Saiba mais >