Relatório de Sustentabilidade do Grupo Marista apresenta evolução de iniciativas relacionadas ao ESG Créditos: André Frasson

Na véspera do Dia Mundial do Meio Ambiente, Grupo Marista apresenta indicadores estratégicos de ESG

Lançamento do Relatório de Sustentabilidade aponta caminhos possíveis para próximos anos a partir de cinco frentes

Com mais de sete mil colaboradores e atuação em quatro estados do país, o Grupo Marista apresenta, na véspera do Dia Mundial do Meio Ambiente, a evolução de suas iniciativas relacionadas ao ESG, indo além da gestão ambiental e incluindo os avanços nas agendas racial, de liderança feminina e de inclusão de PcDs, além de projetos de impacto social, geração de valor compartilhado e promoção do desenvolvimento sustentável. As informações estão no Relatório de Sustentabilidade da instituição, que será lançado pelo Grupo Marista e suas Frentes de Missão (PUCPR, Hospitais Universitário Cajuru e São Marcelino Champagnat e FTD Educação) nesta terça-feira (04).

Em 2023, o Grupo Marista atualizou sua matriz de materialidade e definiu a Política ESG, priorizando 57 indicadores estratégicos que serão implementados gradualmente nos próximos anos, a partir de cinco frentes: gestão ambiental, promoção do desenvolvimento sustentável, impacto social, geração e valor compartilhado, e desenvolvimento das Frentes de Missão. “O fortalecimento das nossas práticas em ESG potencializa nossa atuação e nos faz avançar de forma ainda mais sólida e coesa rumo ao desenvolvimento sustentável. A estrutura estabelecida pela Governança ESG contribui com a colaboração entre o Grupo Marista e suas Frentes de Missão, ampliando o engajamento dos colaboradores e o atendimento da nossa missão”, avalia o CEO do Grupo Marista, Maurício Zanforlin, que acaba de completar um ano à frente da gestão. 

Força em saúde e educação

Trabalhando em áreas essenciais para o desenvolvimento coletivo,  como saúde e educação, o Grupo Marista tem como principal desafio criar uma agenda ESG que mantenha o vínculo com a missão, garanta a atuação filantrópica e avance em uma agenda local e global. No último ano, a instituição apresentou resultados claros, destacando a inovação como parte central da evolução. 

A PUCPR, por exemplo, fechou 2023 com avanços em várias iniciativas, como a ampliação da Graduação 4D, com oito novos cursos, e o lançamento de um Centro de Realidade Estendida, além de mais de 100 startups aceleradas e incubadas, gerando mais de 1.200 postos de trabalho e mais de R$ 66 milhões em investimentos por meio da Hotmilk. Também na frente de educação, a FTD atendeu mais de 1,5 milhão de estudantes, sendo mais de 450 mil na rede pública, e desenvolveu o Portal Conteúdo Aberto, com mais de 360 mil acessos. Também lançou o Projeto Gier, uma revisão do planejamento estratégico que traz o compromisso de criar mudanças significativas e duradouras no setor até 2030. Dobrar de tamanho com sustentabilidade e ampliar o impacto na educação, não apenas aumentando a receita, mas também fortalecendo o papel como agentes de mudança na sociedade, estão entre as principais metas. 

Na frente de saúde, o Hospital São Marcelino Champagnat recebeu a recertificação pela Joint Commission International (JCI), considerada a mais importante do mundo, mantendo a posição como o único hospital do Paraná com essa acreditação. O hospital também registrou um aumento de 19% no atendimento em consultório, 17% no Pronto Atendimento e realizou 24% mais exames em comparação com 2022, ampliando em 40 novos leitos e três salas cirúrgicas sua estrutura de atendimento. Já o Hospital Universitário Cajuru, com uma média de 147 mil atendimentos anuais, segue amplamente reconhecido como referência 100% SUS em transplante renal e suporte às vítimas de trauma. Com isso, a frente de saúde formada pelos dois hospitais superou, em 2023, o marco legal e atingiu mais de 70% de prestação de serviços pelo SUS. 

Social

A atuação social é, para o Grupo Marista, uma das prioridades da organização. Por isso, sejam voltaas para o público de colaboradores ou para a comunidade, essas iniciativas ocupam boa parte dos resultados de ESG em 2023. Como exemplo dessa prática, o Centro Marista de Defesa da Infância (CMDI) impactou mais de sete mil pessoas para prevenção e enfrentamento às violências contra crianças e adolescentes ao longo do ano.

Já as iniciativas de Investimento Social Privado e mobilização da comunidade do entorno da FTD Educação alcançaram mais de quatro milhões de pessoas, em projetos que vão desde a promoção da leitura até a integração no mercado de trabalho de pessoas em situação de rua. Os hospitais atuaram com mais de 360 voluntários, desenvolvendo projetos como os contadores de histórias, amigo bicho e coral encantado. E a PUCPR desenvolveu mais de 1.700 iniciativas diferentes dentro do âmbito do social, chegando a mais de cinco milhões de pessoas beneficiadas. Entre os projetos destacados estão a relação com a comunidade da Vila Torres, em Curitiba, e o trabalho com os migrantes, por meio do Projeto Lampeduza.  

Com foco no público interno, em 2023, a abertura de vagas direcionadas para pessoas pretas e pardas resultou na contratação de 256 colaboradores, e dois mutirões preencheram 61 oportunidades para pessoas com deficiência. Além dessas vagas, foram promovidos grupos de escuta sobre a temática PcD, capacitação de profissionais em cursos de libras e uma seleção inclusiva. 

No que diz respeito à liderança feminina, o Grupo, que conta com 58,4% do quadro de colaboradores formado por mulheres, tem como meta aumentar essa presença nos cargos de liderança. “Nosso objetivo é capacitar e desenvolver as mulheres para que desempenhem um papel protagonista na liderança e influenciem a evolução cultural da nossa instituição. Implementamos práticas salariais não discriminatórias e estamos constantemente atualizando Políticas de Contratação e Remuneração para atingir a equiparação”, conta Zanforlin. 

Ambiental dentro da sustentabilidade

Para consolidar a gestão ambiental, o Grupo Marista tem implementado iniciativas focadas tanto em eficiência energética quanto em gestão de resíduos em todas as suas áreas de atuação. Entre as principais diretrizes estão a eficiência hídrica, a transição energética e a redução no desperdício. Além disso, o Grupo busca ecoeficiência em suas unidades com o objetivo de minimizar o impacto ambiental.

Um destaque é a redução em 85% no consumo de água no processo industrial da FTD, por meio da instalação de equipamentos mais eficientes, além do reaproveitamento de águas residuais. Já na PUCPR a troca da fonte de aquecimento das piscinas do campus por placas solares, realizada em 2023, promete trazer uma economia no consumo da instituição em 2024. 

Outro destaque é o projeto “Desperdício Zero”, realizado nos restaurantes dos hospitais, além do bistrô da PUCPR, destinado a colaboradores e professores no câmpus Curitiba. O projeto busca conscientizar sobre o desperdício de comida deixada nos pratos e conseguiu reduzir em mais de 15% a sobra de alimentos, resultando em mais de 500 kg de alimentos que deixaram de ser desperdiçados.

Sobre o uso consciente e eficiente de recursos hídricos, atualmente, 95% da água consumida pela PUCPR e 85% pelos hospitais são provenientes de poços artesianos, garantindo uma fonte independente e sem desperdícios durante a distribuição.  “Mesmo com inúmeras iniciativas, reconhecemos que ainda há muitas oportunidades a serem exploradas e continuamos trabalhando para aprimorar nossas práticas de controle e gestão ambiental. Para nós, a sustentabilidade é um compromisso inegociável, assim como todas as premissas do ESG”, comenta o CEO.  

Foco nos colaboradores e clientes

Há dois anos, a instituição criou a “Jornada de Evolução Cultural”, que tem como foco avançar para uma gestão cada vez mais digital e ágil, além de priorizar a qualidade das entregas aos clientes. Para isso, estão sendo investidos tempo e recursos em tecnologia e processos e, principalmente, no desenvolvimento e engajamento dos colaboradores. Em 2023, o Grupo Marista realizou mais de 15 iniciativas no tema, movimentando toda a organização. “A jornada estabelece objetivos de longo prazo, sempre com foco na perenidade do nosso negócio para o futuro. Uma mudança cultural dessa magnitude é demorada, requer muita energia e foco. Mas temos plena convicção de que isso nos garantirá sustentabilidade, e temos avançado de forma muito consistente em cada um dos três pilares”,  conclui Zanforlin.

Share:

Latest posts

Large-DSC3539-Edit-1-1
Shopping celebra Dia Mundial do Rock com programação para crianças
Instituto Positivo
Gestores da Educação do litoral paranaense recebem formação
Palladium
Palladium lança campanha de inverno com conchas exclusivas de brinde

Sign up for our newsletter

Acompanhe nossas redes

related articles

Large-DSC3539-Edit-1-1
Shopping celebra Dia Mundial do Rock com programação para crianças
Palladium Curitiba promove diversas atrações musicais ao longo do dia Para comemorar o Dia Mundial...
Saiba mais >
Instituto Positivo
Gestores da Educação do litoral paranaense recebem formação
Projeto reúne coordenadores para melhorar a qualidade educacional No litoral paranaense, a Educação...
Saiba mais >
Palladium
Palladium lança campanha de inverno com conchas exclusivas de brinde
Conjunto de talheres faz parte da campanha colecionável O Palladium Curitiba celebra a chegada do inverno...
Saiba mais >
4031C-20240608-0228-2 - 1-
Zona leste de Londrina ganha novo empreendimento residencial
Sunny Downtown, da Construtora Yticon, conta com duas torres e fica ao lado do Boulevard Shopping A...
Saiba mais >