Notícias Central Press

Pais e alunos do Colégio Positivo assumem compromisso em prol da educação pública

Postado no dia: 5 de junho de 2018
Pais e alunos do Colégio Positivo assumem compromisso em prol da educação pública
  1. Colégio Positivo Internacional, em Curitiba Crédito: Divulgação
  2. Colégio Positivo - Jardim Ambiental, em Curitiba Crédito: Divulgação

No início de 2016, o Colégio Positivo convidou os responsáveis pelos alunos para um projeto ousado: somar os recursos destinados pelas famílias e pelo Instituto Positivo para criar uma rede de pessoas comprometidas para além da educação dos próprios filhos. Com a proposta, as famílias dos estudantes passaram a apoiar milhares de outras crianças que estudam na rede pública.

Essa mobilização, que nasceu como uma iniciativa piloto, vem se fortalecendo. Em 2017, os alunos do Ensino Superior das unidades do Grupo Positivo também foram convidados a se engajar. Este ano, o montante arrecadado com os familiares dos estudantes do Colégio Positivo foi de R$ 34 mil, que, somados ao investimento do Instituto Positivo, alcançaram mais de R$ 1.5 milhão. A região beneficiada com tais recursos é composta por 22 municípios, rurais e urbanos, situados na Grande Florianópolis. Juntos, tais municípios atendem mais de 86 mil alunos, matriculados em 463 escolas. “Estamos construindo pontes entre aqueles que desejam investir para a melhoria da educação e os profissionais e professores comprometidos com essa mudança”, destaca o diretor-geral do Colégio Positivo, Celso Hartmann.

O trabalho do Instituto Positivo tem como premissa unir secretários municipais de educação que atuam no mesmo território geográfico, para que passem a planejar e a trabalhar em conjunto – e não mais isoladamente -, trocando experiências, somando esforços, recursos e competências. Essa metodologia, homologada pelo Ministério da Educação, chama-se Arranjo de Desenvolvimento da Educação (ADE). Conforme o Diretor de Articulação e Inovação do Instituto Ayrton Senna e conselheiro do Instituto Positivo, Mozart Neves Ramos, “os Arranjos são uma ferramenta importante para a gestão educacional, pois evitam o isolamento dos municípios, a descontinuidade sucessiva devido trocas de governo, além de fortalecerem as competências dos gestores da educação pública”.

Segundo a coordenadora do Instituto Positivo, Cristiane da Fonseca, os recursos doados foram aplicados diretamente para apoiar os professores e atender 1.300 alunos, de 14 municípios distintos, a fim de melhorar o processo de alfabetização e reduzir a distorção entre idade e ano escolar. Entre os principais resultados desse investimento, 92% dos alunos inseridos em programas de alfabetização foram plenamente alfabetizados. Além disso, 100% dos alunos que ingressaram nos programas de correção de fluxo, devido à reprovação ou evasão escolar, conseguiram progredir de ano. “Esses resultados só estão sendo possíveis devido às parcerias firmadas – entre elas, com o Instituto Ayrton Senna e Associação dos Municípios da Grande Florianópolis, além da união dos profissionais que atuam nos municípios atendidos, pois eles participaram de formações conjuntas, compartilharam as dificuldades e experiências de sala de aula e estabeleceram compromissos mútuos”, revela Cristiane.

Em 2018, esse trabalho está sendo intensificado. Além da constituição de um comitê local para acompanhar e apoiar as iniciativas, também estão previstos avanços com relação às três metas definidas pelos integrantes do Arranjo: expansão dos programas de melhoria do processo de alfabetização; análise detalhada, por escola, das razões da não aprendizagem dos alunos; e análise da aplicação dos recursos da educação por município aderente.

De acordo com Eliziane Gorniak, diretora executiva do Instituto Positivo, “os benefícios desse trabalho ultrapassam os limites do território da região da Grande Florianópolis, pois os aprendizados e as experiências ali vividas estão sendo registrados e compartilhados com outras regiões do Brasil. E isso já vem incentivando a criação de novos Arranjos de Desenvolvimento da Educação que, por sua vez, irão beneficiar mais alunos em nosso país”.

 

Sobre o Instituto Positivo

O Instituto Positivo (IP) foi criado em 2012 para atuar na área de investimento social de todo o Grupo Positivo em favor da comunidade. A missão do Instituto Positivo é contribuir para a melhoria da qualidade da Educação Pública brasileira por meio do incentivo ao Regime de Colaboração, modelo estratégico de cooperação entre os estados, municípios e união que estimula o trabalho em rede e a troca de experiências. Para tornar isso possível, o Instituto Positivo adotou o Arranjo de Desenvolvimento da Educação (ADE), metodologia homologada pelo MEC que favorece o trabalho colaborativo entre Secretarias de Educação de municípios próximos geograficamente. Nesse contexto, os participantes do ADE se apoiam mutuamente para colocar em prática ações estratégicas com o objetivo de avançar na melhoria dos indicadores da Educação. Desde 2015 o Instituto é o articulador técnico do Arranjo de Desenvolvimento da Educação da região da grande Florianópolis, o ADE/Granfpolis, que já vem impactando e trazendo avanços na aprendizagem dos alunos. Para ter mais informações, acesse a revista de resultados 2017 na área de “Publicações: Produção de Conhecimento” no site do IP:http://instituto.positivo.com.br/.

Todas as notícias