Sicredi realiza prestação de contas em Pato Branco

[flgallery id=170 /]

Durante assembleias nos dias 14 e 15 de março, associados ajudam a traçar o destino da instituição cooperativa financeira

Para os associados Sicredi, o início do ano é uma época para acompanhar o desempenho da cooperativa do qual fazem parte e participar das decisões a respeito do ano que está começando. Em Pato Branco (PR), região de atuação da Sicredi Parque das Araucárias PR/SC isso não é diferente. Com mais de 7.200 associados em suas agências, a cooperativa realiza anualmente reuniões para prestação de contas e planejamento.
Conforme Clemente Renosto, presidente da Sicredi da Parque das Araucárias PR/SC, o principal objetivo foi prestar contas sobre o que foi realizado pelo Sicredi no exercício de 2015, não só resultados, mas também as realizações de cunho social no qual o Sicredi desenvolveu junto às comunidades. Ainda, o Planejamento para 2016, segundo o presidente, contempla 120 projetos que serão realizados durante este ano. Entre eles, o principal é a expansão da área de atuação para o estado de São Paulo. “Há um projeto que será encaminhado ao Banco Central e, após a aprovação, duas novas unidades deverão ser abertas, uma em Ribeirão Preto e outra em Sertãozinho”, comentou ele.
Durante a assembleia foi apresentado o resultado positivo correspondente a R$ 11.039 milhões, resultado das operações financeiras realizadas ao longo do ano. Desse montante, 70% vai para o Fundo de Reserva da Cooperativa, criado para auxiliar no desenvolvimento das atividades e dar mais solidez à cooperativa; 25% deste valor fica à disposição da assembleia que define por meio de seu voto os destinos deste recurso e 5% vai para o Fates (Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social), utilizado para prestação de assistência aos associados, seus familiares e aos colaboradores da cooperativa.
Foram apresentados também os investimentos da cooperativa no Programa A União Faz a Vida. No ano de 2015, a cooperativa em parceria com as prefeituras municipais e Sesi, executaram 52 projetos nas escolas de Mariópolis (PR), Mangueirinha (PR), Galvão (SC) e Pato Branco (PR). O diretor executivo, Fábio Burille, comenta que, hoje, o Sicredi atua em todos os segmentos. “Inicialmente, éramos um cooperativa de crédito rural, mas com o passar dos anos, com uma mudança na legislação, qualquer pessoa pode se associar ao Sicredi. Temos, inclusive, uma conta exclusiva para jovens”, lembra.
Sicredi na crise econômica
O gerente da unidade Zona Sul de Pato Branco, Diego Demarco, comenta que, com o aumento da taxa básica de juros, que é imposta pelo governo, a economia tende a se retrair, com menos circulação de dinheiro. “O Sicredi está entre as instituições financeiras com melhores taxas e prezamos pelo desenvolvimento sustentável de nossos associados”, lembra. “Por ser uma instituição cooperativa sólida, o Sicredi está preparado para atender os seus associados neste momento de instabilidade política e financeira. Apesar das incertezas, estamos otimistas que tudo vai dar certo”, acredita.
Pelo atual cenário, Burille comenta que o Sicredi bateu o recorde de captação de depósitos. “Nos momentos de crise, o associado tende a fazer uma reserva, guardar o dinheiro e tomar menos crédito. Estamos preparados para novamente vivermos um ano difícil economicamente falando, mas as nossas projeções giram em torno de 15% de crescimento e, mesmo com as adversidades, o sistema Sicredi tem ido muitas vezes contra a crise, contra o mercado” disse.
Eslau Roberto Thomas, gerente da unidade Centro em Pato Branco, garante que apesar do cenário econômico difícil que se desenhou, principalmente no segundo semestre, o Sicredi conseguiu ter um bom desempenho. “A cooperativa vem como a principal alternativa ao mercado financeiro comum. Isso porque o sicredi tem um serviço mais personalizado, com menores tarifas, menores taxas, costumamos remunerar melhor a aplicação de quem quer investir com a cooperativa, e, até agora, o início do ano desenhou-se bastante positivo”, disse.
Por isso, hoje, conforme afirma Alex Fabiano Duarte, diretor de negócios, o Sicredi tem uma participação no movimento financeiro local bastante expressiva, tanto junto às empresas, como as pessoas físicas, urbana e rural.  “O Sicredi, com o passar do tempo, foi ocupando um espaço que era de outras instituições financeiras pela sua atuação diferenciada. Buscamos este espaço e hoje somos uma das maiores instituições da cidade”, disse.
Duarte argumenta ainda, que ser associado do Sicredi ao invés de cliente de uma instituição financeira gera uma redução nas despesas mensais, ou seja, um ganho financeiro médio de R$ 2 mil/ano. Esse valor é bastante significativo para uma família ou, no caso de empresas, consegue pagar um funcionário. Efetivamente, nestes momentos de crise, os associados acabam ganhando mais com a cooperativa”, diz. O diretor de negócios disse ainda conseguir perceber que, nestes momentos de crise, muitas pessoas trocam as instituições tradicionais pelas cooperativas principalmente pela questão do custo ser diferenciado, além do atendimento e do relacionamento.
Para Renosto, não há dúvidas de que os associados têm mais chances de serem bem sucedidos mesmo com as baixas expectativas para a economia brasileira previstas para este ano. “Desde o ano passado, o baixo desempenho da economia brasileira tem afetado o nosso desempenho, mas o Sicredi tem uma importância ainda maior para os seus associados por levar informações financeiras e gerenciais a eles”, diz presidente.
 
Sobre o Sicredi
O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa com mais de 3.1 milhões de associados e 1.400 pontos de atendimentos, em 11 estados do País*. Organizado em um sistema com padrão operacional único, conta com 95 cooperativas de crédito filiadas, distribuídas em quatro Centrais Regionais, acionistas da Sicredi Participações S.A., uma Confederação, uma Fundação e um Banco Cooperativo que controla uma Corretora de Seguros, uma Administradora de Cartões e uma Administradora de Consórcios.

Share:

Latest posts

Foto: divulgação
Pesquisa revela impacto das redes sociais no desempenho escolar e no sono dos estudantes
Paulistão Feminino ganha em 2024 o sobrenome e apoio do Sicredi, mais longevo patrocinador da Federação Paulista de Futebol Créditos: Divulgação
Feito histórico: Paulistão Feminino ganha naming rights do Sicredi e tem premiação recorde em 2024
Sicredi
Sicredi dobra o valor arrecadado em movimento nacional para o Rio Grande do Sul e inicia nova mobilização

Sign up for our newsletter

Acompanhe nossas redes

related articles

Foto: divulgação
Pesquisa revela impacto das redes sociais no desempenho escolar e no sono dos estudantes
Estudo elaborado por aluno do Ensino Médio e UFPR ouviu cerca de mil alunos Uma pesquisa iniciada como...
Saiba mais >
Paulistão Feminino ganha em 2024 o sobrenome e apoio do Sicredi, mais longevo patrocinador da Federação Paulista de Futebol Créditos: Divulgação
Feito histórico: Paulistão Feminino ganha naming rights do Sicredi e tem premiação recorde em 2024
Com patrocínio da instituição financeira cooperativa, campeonato inicia em 21 de maio com onze clubes...
Saiba mais >
Sicredi
Sicredi dobra o valor arrecadado em movimento nacional para o Rio Grande do Sul e inicia nova mobilização
Instituição financeira cooperativa também atua na linha de frente de centros de distribuição de donativos,...
Saiba mais >
Thiago Cassi Bobato é coordenador médico do Pronto Socorro e do Hospital Universitário Cajuru Créditos: Divulgação
Acidentes de trânsito, um problema de saúde pública
Thiago Cassi Bobato* A cada dia que passa, as manchetes dos jornais nos confrontam com uma realidade...
Saiba mais >