+55 41 3026.2610

Notícias Central Press

Como fazer a criança gostar de matemática

Postado no dia: 27 de julho de 2017
Como fazer a criança gostar de matemática
  1. (Divulgação)
  2. (Divulgação)

Colégio do DF trabalha com alfabetização matemática desde a Educação Infantil

Disciplina considerada tediosa no passado, a matemática segue sendo um problema que passa de pai para filho. Pais resistentes aos cálculos e números acabam, mesmo sem querer, transferindo para as crianças uma visão negativa da matéria, o que influencia no aprendizado da disciplina. Mas como fazer para evitar que os alunos encarem a matemática com tanta desconfiança? Especialistas explicam que interagir com a disciplina de maneira amigável e prazerosa, como fazem com qualquer outra disciplina, facilita a compreensão. Segundo o coordenador da área de matemática da Editora Positivo, Carlos Wiens, o estudante precisa entender o problema para então elaborar suas ideias, desenvolvendo estratégias, levantando hipóteses e tomando decisões. “A discussão dos conteúdos colocada de maneira prática estimula o aluno a vivenciar o que está sendo estudado, permitindo uma compreensão mais ampla dos conceitos e sua aplicação”, afirma Wiens. Segundo ele, os conteúdos que os alunos precisam aprender devem fazer sentido. “É preciso atribuir a eles um significado prático, a fim de que os estudantes consigam responder ‘para que’ estão aprendendo a matéria em questão”, completa.

Alinhado a essa proposta, o colégio CCI, do Distrito Federal, realiza projetos voltados para a alfabetização matemática com o objetivo de relacionar os conteúdos com a vida do estudante. A disciplina começa a ser trabalhada já na Educação Infantil e alguns projetos geram grande envolvimento por parte dos alunos. Crianças de 5 anos fazem contas e começam a compreender a importância de poupar a partir da leitura do livro Economia de Maria. Estudantes do 1º ano do Ensino Fundamental aprendem a somar utilizando tampinhas. Num tabuleiro confeccionado com cartolina, os alunos realizam as somas, colocando em cada coluna a quantidade referente ao número indicado. No 4º ano do Ensino Fundamental, o destaque é para as figuras geométricas e a simetria. Em sala de aula, as crianças compreendem que tudo que pode ser dividido em partes, com ambas as partes coincidindo perfeitamente quando sobrepostas, é chamado de simetria. Dessa forma, eles entendem que a simetria não está ligada apenas à Arte, mas se relaciona também com outras disciplinas, como Ciências e Matemática. “Todo esse trabalho traz resultados bastante positivos. Os alunos passam a enxergar a matemática de outra forma e aplicá-la no seu dia a dia”, afirma Cássia Tinoco, diretora pedagógica do CCI. Segundo ela, parte do sucesso dos projetos se deve ao fato de que os professores da escola participam, constantemente, de treinamento on-line e presencial, com reforço na formação básica de Matemática.

O colégio CCI é um dos participantes do evento “Um Dia Positivo!”, promovido pela Editora Positivo, no dia 28 de julho, em Brasília. O encontro, que reúne gestores escolares conveniados ao Sistema Positivo de Ensino na região, é um dia para debater e trocar ideias e experiências educacionais, com reflexões conduzidas por diversos especialistas a respeito dos novos caminhos da educação.

Serviço:

“Um Dia Positivo!“ em Brasília

Data: 28/07, das 8h30 às 18h

Local: Comfort Suítes Brasília, SHN Quadra 4, BI D BL D, Asa Norte.

Sobre o Sistema Positivo de Ensino

É o maior e mais tradicional sistema voltado ao ensino particular no Brasil. Com um projeto sempre atual e inovador, ele oferece às escolas particulares diversos recursos que abrangem alunos, professores, gestores e também a família do aluno com conteúdo diferenciado. Para os estudantes, são ofertadas atividades integradas entre o livro didático e plataformas educacionais que o auxiliam na aprendizagem. Os professores recebem propostas de trabalho pedagógico focadas em diversas disciplinas, enquanto os gestores recebem recursos de apoio para a administração escolar, incluindo cursos e ferramentas que abordam temas voltados às áreas de pedagogia, marketing, finanças e questões jurídicas. A família participa do processo de aprendizagem do aluno recebendo conteúdo específico, que contempla revistas e webconferências voltados à educação.

Sobre a Editora Positivo

Fundada há 37 anos, a Editora Positivo tem a missão de construir um mundo melhor por meio da educação. Tendo as boas práticas de ensino como seu DNA, a Editora especializou-se ao longo dos anos e tornou-se referência no segmento educacional, desenvolvendo livros didáticos, literatura infantil e juvenil, sistemas de ensino e dicionários. A Editora Positivo está presente em milhares de escolas públicas e particulares com os seus sistemas de ensino. Amplamente recomendados pela área pedagógica e reconhecidos pelos seus resultados, os sistemas foram criados de modo a atender a realidade de cada unidade escolar. Para a rede pública a editora disponibiliza o Sistema de Ensino Aprende Brasil. Já as escolas particulares contam com o Sistema Positivo de Ensino. Cerca de 2 milhões de alunos utilizam os sistemas de ensino da Editora Positivo, em escolas públicas e particulares, no Brasil e no Japão.

Todas as notícias