+55 41 3026.2610

Notícias Central Press

Neurociência aplicada à educação reinventa a forma de transmitir conteúdo

Postado no dia: 11 de junho de 2019
Neurociência aplicada à educação reinventa a forma de transmitir conteúdo

Aplicativo inédito que utiliza a neurociência em MBA’s de gestão mostra que é possível personalizar a aprendizagem

  1. Crédito: divulgação

Antes restrita ao interesse de profissionais de medicina e psicologia, a neurociência avança cada vez mais em direção a outras áreas de conhecimento. Na educação, por exemplo, tem ajudado especialistas a entenderem o que acontece no cérebro quando ele entra em contato com novas informações. Pesquisas neurocientíficas, se aplicadas à educação, podem direcionar o trabalho de professores em sala de aula. Essa revolução na maneira de ensinar pode tornar as práticas de aprendizagem mais eficientes, facilitando a fixação do conteúdo. É o que defende o professor Marcelo Peruzzo, idealizador da metodologia Brain Model Canvas (BMC) e cofundador do primeiro aplicativo de neuroeducação do mundo, WeJoy. “A neurociência pode conduzir a pessoa por uma jornada fantástica de aprendizado”, destaca Peruzzo.

E se a neurociência pode ser usada para decifrar o desenvolvimento do cérebro e o comportamento das pessoas, a união com a área de gestão era apenas questão de tempo. A oferta de cursos ligando as duas áreas mostra que essa é uma tendência que veio para ficar. A Universidade Positivo, de Curitiba (PR), oferece atualmente dois cursos de especialização com ênfase em neurociência aplicada aos negócios: MBA em Gestão de Pessoas e Coaching com ênfase em Neuroliderança e MBA em Marketing Digital com ênfase em Neuromarketing. Os cursos, que estão na 2° e 3° edição, respectivamente, contam com mais de 120 alunos de diversos estados do Brasil e, inclusive, de outros países.

O MBA em Marketing Digital é o único curso dessa categoria no Brasil a contar com Laboratório de Neuromarketing para análise dos projetos criados pelos alunos. Também é o único MBA no país a utilizar o aplicativo WeJoy, oferecendo aos estudantes a opção de assistirem às aulas de forma presencial ou a distância. Durante a especialização, a neurociência é utilizada para personalizar ao máximo a experiência e a transmissão do conteúdo. Os módulos vão sendo apresentados aos alunos de acordo com o estado emocional de cada um, a partir de um teste rápido realizado no aplicativo. A ferramenta indica inclusive o melhor horário para se realizar as atividades, baseado nos desempenhos anteriores da pessoa. “O curso não tem prazo específico para conclusão. O aluno é 100% protagonista de seu aprendizado e só é reprovado se ele se auto-sabotar”, destaca Peruzzo.

O empresário do ramo da Educação, Newton Andrade, 38 anos, concluiu o MBA em Marketing Digital com ênfase em Neuromarketing e classifica a experiência como sensacional. Formado em administração e com especialização em Logística Empresarial, ele diz que o curso quebrou todos os paradigmas da gestão e do marketing atual e ajudou, inclusive, a gerar novos negócios. “Minha visão do mundo mudou, tanto voltada para a vida profissional quanto pessoal. Ter o entendimento da mente humana me fez refletir e ajudou nas relações pessoais e profissionais”, afirma Andrade, que também reforça a importância de poder trocar informações, durante o curso, com colegas de diferentes estados do Brasil e até dos EUA.

 

Sobre a Universidade Positivo

A Universidade Positivo concentra, na Educação Superior, a experiência educacional de mais de quatro décadas do Grupo Positivo. A instituição teve origem em 1988 com as Faculdades Positivo, que, dez anos depois, foram transformadas no Centro Universitário Positivo (UnicenP). Em 2008, foi autorizada pelo Ministério da Educação a ser transformada em Universidade. Atualmente, oferece mais de 60 cursos de Graduação presenciais, quatro cursos de Doutorado, sete cursos de Mestrado, mais de 190 programas de Especialização e MBA, sete cursos de idiomas e dezenas de programas de Extensão. A Universidade Positivo conta com três unidades em Curitiba, uma unidade em Londrina (PR), uma unidade em Joinville (SC), além de polos de Educação a Distância (EAD) em mais de 60 cidades espalhadas pelo Brasil. Em 2018, a Universidade Positivo foi classificada entre as 100 instituições mais bem colocadas no ranking mundial de sustentabilidade da UI GreenMetric.

Todas as notícias