Artigo: O fim do embargo a Cuba

Marcos Dias de Araújo*
Quando o ex-liberal Fidel Castro derrubou o governo de Fulgêncio Batista e tomou Havana na aurora de 1959, ninguém poderia imaginar que a pequena ilha, nunca realmente independente, iria rapidamente se tornar um grave problema geopolítico e um exemplo de regime revolucionário em todo o mundo. Depois da revolução, sem apoio americano, o governo de Fidel passa de socialista a comunista, sob a órbita e proteção do regime soviético.
À fuga do ditador cubano e seus apoiadores que tiveram suas propriedades tomadas pelo governo seguiu-se a apropriação de propriedades de americanos que levaram a uma escalada política. De janeiro a dezembro de 1959, Fidel consolidou seu poder com o fim da coalizão entre liberais, socialistas moderados e comunistas. O fortalecimento do grupo comunista no governo refletia a Guerra Fria. As negociações entre Cuba e URSS levaram Eisenhower a firmar um embargo de petróleo, açúcar e armas em março de 1960. Fidel começou a receber petróleo soviético e as empresas americanas se recusaram a refinar o petróleo do inimigo. Em um mês, Fidel nacionalizou as refinarias da Texaco, Shell e Esso, levando o Congresso americano a suspender toda a compra de açúcar. Depois da crise dos misseis, em 1962, auge da tensão nuclear, o embargo ficou ainda mais forte.
Em 1977, o presidente Jimmy Carter fez gestos de aproximação. Firmaram-se tratados e permitiu-se que americanos viajassem para Cuba (100.000 americanos em Cuba no ano de 1979). Esta curta mudança logo foi interrompida pelo governo de Ronald Reagan, quando os cubano-americanos ganharam mais força. Com a Rádio Martí fazendo propaganda anticastrista desde a Flórida e a indisposição para o diálogo, o fim do embargo ficou mais distante.
Em 1990 foi aprovada a emenda Mack, que proibia comércio de empresas americanas ou suas subsidiárias internacionais com Cuba. Também pedia sanções contra países e empresas que fizessem comércio com a ilha. Desde 1991, na ONU, era votada uma moção de rejeição ao embargo, pedindo seu fim. Só Estados Unidos, Israel e Uzbequistão votaram a favor durante a década de 90, mostrando a falta de suporte mundial ao embargo.  
Com a crise econômica na ilha, os cubanos improvisaram botes e fugiram aos milhares. A dificuldade de viver na ilha trazia à tona um aspecto importante do embargo: ele destruiu mais a economia cubana que qualquer medida castrista.
Inflados pelos refugiados, os anticastristas formaram grupos de resgate no mar e acabaram sobrevoando território cubano sem autorização. Em fevereiro de 1996, a artilharia cubana abateu dois aviões dos exilados e provocou uma reação dos americanos. O embargo aumentaria com a lei Helms-Burton, que permitia a qualquer cidadão americano processar qualquer corporação por uso de propriedade expatriada dos americanos em Cuba. Países do mundo consideram que esta lei viola as leis internacionais.
Durante os anos Bush, a política anticastrista foi mantida, como o uso de Guantânamo na guerra contra o terror. O regime cubano mudou. Relaxou proibições, iniciando uma transição segura para o regime. A disposição de Obama em suspender o embargo termina com uma das mais duras e longas penalidades a um país. Por outro lado, o mundo espera que o fim do embargo injete dinheiro em Cuba e termine a transição para uma sociedade aberta e democrática que preserve os ganhos sociais da revolução com a sua inserção moderna no mundo.       
*Marcos Dias de Araújo, mestre em História, coordenador de Relações Internacionais da Universidade Positivo. 

Share:

Latest posts

a-boy-is-reading-a-book-a-child-is-reading-2023-11-27-04-50-03-utc1
Exposição gratuita traz livros infantis reinterpretados a biblioteca de Universidade
pregnant-woman-taking-pills-or-vitamins-standing-i-2024-02-27-17-35-04-utc
Só paracetamol? Por que é tão difícil prescrever medicamentos para gestantes
fitness-women-and-city-friends-running-in-street-2023-11-27-05-20-27-utc
Mente sã, corpo são: benefícios da corrida para equilíbrio mental

Sign up for our newsletter

Acompanhe nossas redes

related articles

a-boy-is-reading-a-book-a-child-is-reading-2023-11-27-04-50-03-utc1
Exposição gratuita traz livros infantis reinterpretados a biblioteca de Universidade
A exposição gratuita “Diversas leituras, múltiplas vozes” chega à Biblioteca Central da Universidade...
Saiba mais >
pregnant-woman-taking-pills-or-vitamins-standing-i-2024-02-27-17-35-04-utc
Só paracetamol? Por que é tão difícil prescrever medicamentos para gestantes
Intervenção não medicamentosa pode ser saída para mulheres grávidas lidarem melhor com episódios de dor “Grávida...
Saiba mais >
fitness-women-and-city-friends-running-in-street-2023-11-27-05-20-27-utc
Mente sã, corpo são: benefícios da corrida para equilíbrio mental
A prática da corrida vai muito além do simples exercício físico. Considerando os inúmeros benefícios...
Saiba mais >
1708725294-4501-IMG-FOTOMONTAGEM-R01 (1)
Com estrutura de lazer sofisticada, Maringá ganha novo empreendimento de alto padrão na Avenida Guedner
Seen, novo lançamento da A.Yoshii, apresenta arquitetura contemporânea em localização privilegiada Com...
Saiba mais >