Dirigentes municipais de Educação participam de formação em gestão pública, em Matinhos

Encontro tem como objetivo fortalecer habilidades técnicas dos profissionais nas áreas de educação, gestão administrativa, orçamentária, financeira, recursos humanos, insumos e logística

Caderno, caneta, sala de aula e carteira. Dirigentes municipais de Educação do litoral paranaense  voltam para as salas de aula, juntos, a partir da próxima segunda-feira, dia 10 de julho. Sete dos municípios do litoral buscarão fortalecer habilidades técnicas nas áreas de educação, gestão administrativa, orçamentário-financeira, recursos humanos, insumos e logística. O encontro técnico faz parte do projeto “Vamos Fazer essa Conta Juntos”, do Arranjo de Desenvolvimento da Educação (ADE) Litoral Paranaense, em parceria com Instituto Positivo e com os  municípios de  Antonina, Guaraqueçaba, Guaratuba, Matinhos, Morretes, Paranaguá e Pontal do Paraná.

O projeto pretende colaborar no estudo de processos administrativos, para adequar a gestão da Educação, priorizando o direito de aprendizagem dos estudantes. Juntos, os participantes do ADE discutiram o atual contexto da Educação brasileira e definiram algumas temáticas para aprofundamento ao longo de 2023. Entre capacitações, reuniões técnicas e ferramentas, serão nove encontros ao longo deste ano para tirar dúvidas e colocar em prática as decisões tomadas a partir dessas reuniões.

De acordo com Cristiane da Fonseca, coordenadora de de implantação de projetos do Instituto Positivo, essas iniciativas colaborativas fortalecem ainda mais os secretários municipais de Educação e suas equipes técnicas. “Elas promovem a troca de experiências, bem como a transferência de conhecimentos técnicos sobre o novo cenário da educação”, afirma. “Nós selamos o compromisso social de estarmos juntos para fazer o melhor por uma educação de qualidade para nosso litoral”, afirma.

Desde 2022, os municípios que compõem a Associação dos Municípios do Litoral Paranaense têm atuado em forma de Arranjo, pensando e planejando ações conjuntas para o desenvolvimento de uma educação com equidade. Ou seja, que todos os estudantes avancem juntos e com qualidade. Para isso, foram elencadas metas prioritárias a serem trabalhadas no território, por meio do diagnóstico territorial. “Todas as temáticas do projeto foram constituídas pelo grupo formado por secretários de educação, equipes técnicas e Instituto Positivo, de forma coletiva”, lembra Cristiane.

Para Adriana Assumpção, secretária de Educação de Morretes, a participação no ADE Litoral tem sido muito importante. Durante os encontros há muita análise e reflexão sobre os pontos fracos e necessários para mudar. “Iniciamos os encontros com objetivo de unir forças e melhorar índices da região. E agora, com as atualizações das legislações educacionais, em que se procura dirimir as desigualdades sociais, o ADE Litoral passa a ter uma importância ainda maior”, afirma. “Ele mostra também que as formações que estão acontecendo promoverão um fortalecimento a todos os envolvidos diretamente nas equipes diretivas das redes municipais de ensino, para que estes entendam e assumam o compromisso para uma educação de qualidade”, afirma.

Compreendendo as novas orientações nacionais para melhorar a educação

De acordo com Cristiane da Fonseca, o projeto “Vamos fazer essa conta juntos?” é uma iniciativa necessária e importante porque contará com eventos coletivos e também individuais, além de convidar para o diálogo outras secretarias que tenham interface com a Educação. “A expectativa é grande para que possamos, juntos, somar forças e fortalecer a realidade atual”, avalia.

Para Tenile Xavier, secretária de Educação de Paranaguá, as expectativas quanto à participação no projeto são positivas, visto a relevância do tema. “As questões financeiras e econômicas são pontos sensíveis quando se trata do setor público. Portanto, essa iniciativa ocorre em momento oportuno para que possamos juntos, refletir e agir na organização orçamentária”, afirma. “Acredito que o diferencial do projeto Vamos fazer essa conta juntos? É a possibilidade de olhar os próprios indicadores para que eles auxiliem nas tomadas de decisões, assim como,aprofundar e traçar um panorama a partir da nossa realidade, com o objetivo de avançar financeira e economicamente”, promete.

O que são os ADEs?

Os Arranjos de Desenvolvimento da Educação (ADEs) são um modelo de trabalho em rede, no qual um grupo de municípios com proximidade geográfica e características sociais e educacionais semelhantes buscam trocar experiências, planejar e trabalhar em conjunto – e não mais isoladamente, somando esforços, recursos e competências para solucionar conjuntamente as dificuldades na área da Educação. A proposta dos Arranjos foi homologada pelo MEC em 2011, e incluída como uma opção para o alcance de metas e estratégias previstas no Plano Nacional de Educação, aprovado em 2014 (art. 7.º, parágrafo 7.º).

Instituto Positivo

O Instituto Positivo (IP) foi criado em 2012 para fazer a gestão do investimento social de todo o Grupo Positivo em favor da comunidade. A missão do Instituto Positivo é contribuir para a melhoria da qualidade da Educação Pública do Brasil por meio do incentivo ao Regime de Colaboração. Para tornar isso possível, o IP incentiva e apoia a implantação de Arranjos de Desenvolvimento da Educação (ADE) em todo o país, desenvolve pesquisas e publicações sobre o tema e participa de discussões em instâncias como MEC, CNE, Senado e Câmara de Deputados a fim de contribuir em propostas de lei e resoluções que favoreçam esse modelo de Regime de Colaboração. O Instituto também é responsável pela gestão do Centro de Educação Infantil Maria Amélia, em Curitiba, que atende gratuitamente cerca de 100 crianças em situação de vulnerabilidade social. Para ter mais informações, acesse o site do Instituto Positivo: instituto.positivo.com.br.

Share:

Latest posts

_- 65 - 2-
Arte da sustentabilidade: exposição gratuita apresenta itens decorativos inovadores feitos com resíduos da construção civil
diadecampo-2024 (1)
Ford Slaviero participa da 19.ª edição do Dia de Campo 2024 da Cooperativa Bom Jesus
Programa de estágio do Grupo Marista contempla áreas como medicina, enfermagem, farmácia, administração, gestão de pessoas, marketing, entre outras Créditos: Divulgação
Estágio dentro de hospitais-escola transforma olhar de estudantes de várias áreas

Sign up for our newsletter

Acompanhe nossas redes

related articles

_- 65 - 2-
Arte da sustentabilidade: exposição gratuita apresenta itens decorativos inovadores feitos com resíduos da construção civil
Até 1.º de março, Instituto A.Yoshii destaca mais de 40 obras únicas criados nos projetos Obra&Arte...
Saiba mais >
diadecampo-2024 (1)
Ford Slaviero participa da 19.ª edição do Dia de Campo 2024 da Cooperativa Bom Jesus
Realizado na Lapa (PR), evento destaca inovações em tecnologia para produção agrícola e pecuária Marcada...
Saiba mais >
Programa de estágio do Grupo Marista contempla áreas como medicina, enfermagem, farmácia, administração, gestão de pessoas, marketing, entre outras Créditos: Divulgação
Estágio dentro de hospitais-escola transforma olhar de estudantes de várias áreas
Experiência aproxima academia e assistência, unindo formação, atendimento à população e pesquisa Com...
Saiba mais >
Inscrições abertas para programa de estágio em hospitais
Até o dia 8 de março, os hospitais São Marcelino Champagnat e Universitário Cajuru estão com inscrições...
Saiba mais >