Empresas e trabalhadores se unem para combater fome e gripe em ação solidária

Com aproximadamente 19 milhões de brasileiros passando fome, o Brasil registrou, no último trimestre de 2020, o maior nível de insegurança alimentar grave desde 2004, segundo dados da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional. Pessoas de baixa renda e de reconhecida vulnerabilidade social, como os profissionais de Cooperativas de Catadores e Catadoras de Recicláveis e Reutilizáveis que, devido à redução da geração de resíduos sólidos com a diminuição do consumo e ao fechamento de estabelecimentos comerciais, sofreram impacto econômico e social, fazem parte dessa estatística.

Para contribuir com essas famílias, as empresas do Grupo Positivo – Colégio Positivo, Colégio Passo Certo, Colégio Semeador, Colégio Vila Olímpia, Posigraf, Curso Positivo, Positivo Tecnologia e Editora Aprende Brasil, por meio do Instituto Positivo, estão realizando uma campanha de arrecadação de alimentos não perecíveis e kits de higiene pessoal. A ação convida os colaboradores a realizarem as doações no ato da vacinação contra a gripe, que é viabilizada pela companhia. “A iniciativa valoriza o contágio da solidariedade, já que os trabalhadores demonstram gratidão à atitude da empresa onde trabalha com a ajuda ao próximo. E, assim, cada um faz a sua parte e, juntos, ajudamos milhares de pessoas”, afirma Eliziane Gorniak, diretora do Instituto Positivo.

A primeira entrega dos itens arrecadados foi realizada na segunda-feira, 26, no Colégio Positivo – Internacional, ao Instituto Lixo e Cidadania (ILIX), uma associação civil sem fins lucrativos que viabiliza assistência técnica administrativa, financeira-contábil e jurídica às associações e cooperativas de catadores de materiais recicláveis do Paraná e de outros estados, garantindo a autonomia, autogestão e independência desses grupos.

De acordo com a presidente do Instituto Lixo e Cidadania, Maria José de Oliveira Santos, as doações vão fazer a diferença na vida de muitas pessoas, não apenas os catadores. “Graças ao Ministério Público, ainda conseguimos continuar trabalhando, mas é muito difícil sair de casa com três, quatro filhos para sustentar, sem saber se vai ter comida na mesa”, lamenta. Segundo ela, a suspensão das aulas presenciais piorou bastante a situação dessas famílias. “Com as crianças em casa, nossas despesas aumentaram muito, enquanto a nossa renda caiu de uma média de R$ 2 mil para R$ 200 ou R$ 300 no mês”, conta. “Quando a gente vê uma instituição como o Positivo se preocupando com a gente, temos certeza que o nosso trabalho é valorizado como profissão e que existem pessoas que estão olhando para essa triste realidade e procurando fazer a diferença”, completa.

A campanha é realizada em parceria com o Ministério Público do Trabalho do Paraná (MPT) e vai beneficiar mais de mil famílias. No Paraná, as arrecadações serão entregues ao Instituto Lixo e Cidadania e, em Santa Catarina, à Associação Ecológica de Recicladores e Catadores de Joinville (Assecrejo) e à ABACLIN, ligada à Federação Catarinense de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis de Santa Catarina.

Share:

Latest posts

Créditos: Rutenio Júnior
Shopping promove tributo à banda RBD
Crédito: Envato
Por que empresas de sucesso apostam na diversidade?
mice
MICE promove primeiro encontro para setor de Turismo de Negócios

Sign up for our newsletter

Acompanhe nossas redes

related articles

Créditos: Rutenio Júnior
Shopping promove tributo à banda RBD
O Ventura Shopping realiza, nesta sexta-feira, 19 de julho, às 19h30, um tributo ao RBD como parte da...
Saiba mais >
Crédito: Envato
Por que empresas de sucesso apostam na diversidade?
Companhias que promovem a diversidade colhem benefícios como inovação, criatividade e um ambiente de...
Saiba mais >
mice
MICE promove primeiro encontro para setor de Turismo de Negócios
Evento vai reunir profissionais do setor no dia 22 de julho, às 19h, na Fazenda Churrascada Ampliar...
Saiba mais >
Comum entre crianças e adolescentes, desalinhamento dental causa dificuldades na mastigação e fala, distúrbios no sono e pode ocasionar perda de dentes Créditos: Envato
Mais de 35% dos adolescentes brasileiros possuem condição de saúde bucal que pode afetar a qualidade de vida; saiba qual
Impactos, além da estética, incluem função mastigatória e saúde das articulações A má oclusão, conhecida...
Saiba mais >