Grupo francês compra Laborclin, líder do mercado nacional em microbiologia, para crescer na América Latina

[flgallery id=3007 /]

Com a aquisição, a presença das marcas nos países da região deve dobrar em um ano

Em meio à crise mundial que se instalou com a pandemia do novo coronavírus, uma aquisição fechada na segunda quinzena de março movimenta justamente o mercado da saúde. A francesa Solabia Group comprou a líder do mercado nacional em microbiologia, Laborclin. A negociação começou em julho de 2019 e seguiu a passos largos nos últimos meses. Atualmente, a empresa francesa, que é especializada em manufatura de matérias-primas para os setores de cosmética, farmácia, nutrição, biotecnologia e diagnóstico, é fornecedora da brasileira. 

O anúncio da nova aquisição acontece quase um ano após a compra da empresa de biotecnologia israelense, Algatech, pelo grupo francês. Ao redor do mundo, a Solabia tem sete unidades de produção e quatro de P&D (Pesquisa e Desenvolvimento). Um desses postos de desenvolvimento de novas tecnologias está em Maringá, em uma área de 9.500 metros quadrados. Esse investimento em pesquisa e automação será aplicado à Laborclin, o que deve garantir mais segurança e aumentar a escala no processo de produção. 

“Com a aquisição, as marcas serão mantidas e o portfolio cresce dos dois lados, ampliando a possibilidade de vendas, inclusive internacionais”, conta Carlos Eduardo Vianna, presidente da Laborclin. Hoje, a empresa brasileira produz, por ano, dez milhões de placas com meios de cultura para testes – número que deve crescer 40% nos próximos 12 meses e triplicar em três anos.

Outro foco da Laborclin é a solução para testes de tolerância e glicose em diabéticos: são mais de dois milhões de testes por ano. O crescimento nesse ramo deve chegar a 60% em 2021.

Empresas familiares, crescimento global

Tanto Solabia quanto Laborclin têm em comum a origem como empresas familiares que se profissionalizaram para manter o crescimento. “O objetivo é fazer a Solabia mais forte, mais independente e altamente respeitada, mas se manter como uma organização familiar. O crescimento orgânico é uma forma de alcançar isso, mas não é suficiente. Aumentar a presença por meio de aquisições pode ser indispensável”, diz Gerard Josset, CEO que está à frente do grupo francês desde a fundação, em 1972.

Com a compra da Laborclin, a Solabia ganha um portfolio de mais de 2.300 clientes entre laboratórios de análises clínicas e indústrias, espalhados por todo Brasil, além de um mercado de exportações em países como Argentina, Uruguai, Panamá, República Dominicana e África do Sul. E isso será possível sem a necessidade de investimentos em novas unidades de produção. A companhia paranaense foi fundada em 1968 e vem num processo de profissionalização da empresa familiar há cinco anos. Vianna será mantido no comando da Laborclin.


MAIS INFORMAÇÕES / AGENDAMENTO DE ENTREVISTAS
41 3026-2610 / 41 99684-9880 / 41 99196-7701 / 41 99135-9541 (WhatsApp)
centralpress@centralpress.inf.br
www.centralpress.com.br

Share:

Latest posts

3767C-20221022-0059 (1)
Adegas residenciais ganham mais espaço unindo funcionalidade e design
BRU18815 (1)
Valmet Agreements: soluções personalizadas para atender indústria de Celulose e Papel
AYOSHII-SOLAIA-aereaB-rev03 - 1-
Arquitetura adaptativa: construções verdes residenciais crescem 40%

Sign up for our newsletter

Acompanhe nossas redes

related articles

3767C-20221022-0059 (1)
Adegas residenciais ganham mais espaço unindo funcionalidade e design
Com diferentes tamanhos e materiais, os espaços para coleção de vinhos se tornam aliados na hora de compor...
Saiba mais >
BRU18815 (1)
Valmet Agreements: soluções personalizadas para atender indústria de Celulose e Papel
Com atendimento personalizado, multinacional finlandesa propõe novo modelo de gerenciamento de contrato...
Saiba mais >
AYOSHII-SOLAIA-aereaB-rev03 - 1-
Arquitetura adaptativa: construções verdes residenciais crescem 40%
Dentre as tendências para um futuro mais sustentável, a construção civil explora soluções inovadoras...
Saiba mais >
DJI-0017 (1)
Dor no bolso: conheça as principais despesas para empresas com frota própria de veículos
Com 20% das companhias privadas optando por frotas terceirizadas, setor vê crescimento. No começo do...
Saiba mais >