Mercado da moda ganha novos seguidores

Para entender as narrativas da moda e a importância no cotidiano, profissionais de outras áreas buscam se especializar no assunto

[flgallery id=2130 /]

A moda cumpre, cada vez mais, um papel social no cotidiano, influenciando, assim, outros segmentos. Por essa razão, o mercado de produção de moda está se tornando uma área que atrai potenciais produtores dos mais variados interesses e profissões. Segundo Junior Gabardo, coordenador da Pós-Graduação em Produção de Moda, Comunicação e Styling da Universidade Positivo, a moda é transversal. “Por isso, pessoas de todas as profissões e formações se interessam em estudar o tema, moda está em tudo”, enfatiza.
Um dos atrativos da profissão, na opinião de Gabardo, são as inúmeras opções de mercado que as pessoas têm para trabalhar. “O profissional pode ser aproveitado em áreas como figurino de teatro, cinema e TV, jornalismo de moda, além da própria produção de moda, de roupas, acessórios e até mesmo moda pet”, relata o professor.
Para a publicitária Hingrid Meinelecki, buscar uma formação na àrea foi necessária para trazer maior repertório em seu campo de atuação. “Sou formada em publicidade e decidi estudar moda quando trabalhava com criação de conteúdo. Percebi que ter esse conhecimento de moda me ajudaria a desenvolver uma visão melhor e ter mais noção estética”, aponta. Por ser uma área que abrange um público cada vez maior, a jornalista Fabiana Cunha, por sua vez, optou por seguir atuando no mercado da moda após o início dos estudos. “Começar a estudar moda me deu uma visão maior, a oportunidade que precisava para me apaixonar pela a área e começar a atuar”, salienta.
De acordo com Gabardo, para os profissionais da área, moda é considerada comportamento, acima de consumo. “Hoje, dificilmente, existe uma padronização de vestimenta para todos os tipos de corpos e não existe mais uma única moda que todos são obrigados a seguir. Isso acontecia entre o final do século 19 e início do século 20, quando a França dominava esse mercado no mundo ocidental. Atualmente, as pessoas sentem-se livres para escolher peças que expressam suas identidades e suas relações com o mundo, afinal, a roupa também é narrativa e como toda boa história ela pode ser repetida mil vezes. Esses são os indicativos para o profissional que atua com moda, acompanhar os novos movimentos do mercado”, conta.
De acordo com a coordenadora adjunta da Pós-Graduação em Produção de Moda, Comunicação e Styling da Universidade Positivo, Andrea Gappmayer, os grandes destaques da 3ª edição do curso, que tem início dia 5 de abril, são os seminários e workshops com profissionais convidados, como o Editor da Vogue Alemã, Hercules Terres e Rafael Chaouiche, estilista de marca homônima. “Além destes, a influencer Tay Gomes, será a responsável pelos seminários sobre styling e comunicação de marcas de moda em Mídias Sociais”, conta.
Inscrições e mais informações: https://universidade.up.edu.br/pos-graduacao/producao-de-moda-comunicacao-e-styling/
 
Sobre a Universidade Positivo
A Universidade Positivo concentra, na Educação Superior, a experiência educacional de mais de quatro décadas do Grupo Positivo. A instituição teve origem em 1988 com as Faculdades Positivo, que, dez anos depois, foram transformadas no Centro Universitário Positivo (UnicenP). Em 2008, foi autorizada pelo Ministério da Educação a ser transformada em Universidade. Atualmente, oferece mais de 50 cursos de Graduação presenciais, quatro cursos de Doutorado, sete cursos de Mestrado, mais de 190 programas de Especialização e MBA, sete cursos de idiomas e dezenas de programas de Extensão. A Universidade Positivo conta com sete unidades em Curitiba, uma unidade em Londrina (PR), uma unidade em Joinville (SC), além de polos de Educação a Distância (EAD) em mais de 50 cidades espalhadas pelo Brasil. Em 2018, a Universidade Positivo foi classificada entre as 100 instituições mais bem colocadas no ranking mundial de sustentabilidade da UI GreenMetric.

Share:

Latest posts

Aposentada Anete Langaro retomou atividades dias após realizar artroplastia total de joelho Créditos: Arquivo pessoal
Técnicas avançadas favorecem cirurgias menos invasivas em idosos
Tatielle Alyne, atleta de futebol feminino de 19 anos, tem difícil missão de lidar com uma lesão enquanto corre atrás de seus sonhos no esporte Créditos: Arquivo pessoal
Mulheres enfrentam maior risco de lesões em joelhos na prática de esporte
Espaços para prática da fé em hospitais são demonstração de respeito às necessidades de pacientes e familiares Créditos: Divulgação
Espaços para prática da fé e espiritualidade são aliados no tratamento e internações médicas

Sign up for our newsletter

Acompanhe nossas redes

related articles

Aposentada Anete Langaro retomou atividades dias após realizar artroplastia total de joelho Créditos: Arquivo pessoal
Técnicas avançadas favorecem cirurgias menos invasivas em idosos
Hospitais registram crescimento superior a 40% em procedimentos para pacientes acima de 70 anos; avanços...
Saiba mais >
Tatielle Alyne, atleta de futebol feminino de 19 anos, tem difícil missão de lidar com uma lesão enquanto corre atrás de seus sonhos no esporte Créditos: Arquivo pessoal
Mulheres enfrentam maior risco de lesões em joelhos na prática de esporte
Estudos indicam que chance é até oito vezes maior entre as jogadoras e o futebol é campeão nesse tipo...
Saiba mais >
Espaços para prática da fé em hospitais são demonstração de respeito às necessidades de pacientes e familiares Créditos: Divulgação
Espaços para prática da fé e espiritualidade são aliados no tratamento e internações médicas
Acolhimento se estende a pacientes, familiares e profissionais da saúde, com iniciativas perto de centros...
Saiba mais >
Grupo Marista
Presidente do Grupo Marista é nomeado chefe provincial da Província Marista do Brasil Centro-Sul
Nesta segunda-feira (25/03), o Irmão Vanderlei Siqueira dos Santos foi nomeado Superior Provincial da...
Saiba mais >