Mexicano de 79 anos sofre três paradas cardíacas e sai do hospital sem sequelas

O médico e missionário mexicano Salvador Thomassiny, 79 anos, estava fazendo uma conexão no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais (PR), quando sofreu uma parada cardíaca. Por sorte, o local contava com todo aparato necessário e a ajuda chegou rápido. Mesmo assim, foram cerca de 40 minutos até chegar ao hospital, em Curitiba, onde passou por um cateterismo, para desobstrução das artérias. Normalmente, o tempo médio de resistência do ser humano a uma parada cardíaca é de 10 minutos.

“Foram três paradas cardíacas no mesmo dia. A primeira no aeroporto. Quando ele chegou aqui no hospital, passou por uma angioplastia e teve mais duas paradas cardíacas de cerca de 15 minutos cada”, conta o cardiologista dos hospitais Universitário Cajuru e São Marcelino Champagnat, Gustavo Lenci Marques, que fez o atendimento do mexicano. “Quando ocorre uma parada cardíaca, o coração simplesmente para de funcionar, a circulação sanguínea é interrompida por completo e, com isso, a necessidade do  oxigênio. O cérebro é o primeiro a ser prejudicado, fazendo com que o paciente perca a consciência e pare de respirar. Uma parada com duração maior do que cinco minutos já pode gerar danos neurológicos irreversíveis. As estimativas de sobrevida em casos como o dele, que chamamos de morte súbita abortada, é inferior a 10%”, explica o médico.

O missionário ficou cerca de dois meses internado na UTI do Hospital São Marcelino Champagnat, sendo oito dias em coma. Ele sofreu falência de órgãos como rins e fígado, passou por hemodiálise e, mesmo assim, deixou o hospital sem nenhuma sequela. “Sou médico, mas confesso que não cuidava da minha saúde como devia. Não lembro de nada do que aconteceu desde o embarque na Argentina, só de acordar com muita sede. Mas quando os profissionais me contaram tudo o que passei, sei que sair do hospital como estou, sem nenhum problema físico ou neurológico, é um milagre”, afirma Salvador.

Problemas no coração

Mais de 46 pessoas morrem por hora no Brasil devido a problemas no coração e as perspectivas para os próximos anos não são boas. De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia, até 2040, esse número deve ser 250% maior.

Para diminuir os riscos de problemas cardíacos não tem segredo e passa pela prática regular de atividade física, alimentação equilibrada, cuidado com excesso da gordura corporal (principalmente na região da cintura), controle do colesterol, não fumar e cuidar de doenças como hipertensão e diabetes.

Share:

Latest posts

_- 65 - 2-
Arte da sustentabilidade: exposição gratuita apresenta itens decorativos inovadores feitos com resíduos da construção civil
diadecampo-2024 (1)
Ford Slaviero participa da 19.ª edição do Dia de Campo 2024 da Cooperativa Bom Jesus
Programa de estágio do Grupo Marista contempla áreas como medicina, enfermagem, farmácia, administração, gestão de pessoas, marketing, entre outras Créditos: Divulgação
Estágio dentro de hospitais-escola transforma olhar de estudantes de várias áreas

Sign up for our newsletter

Acompanhe nossas redes

related articles

_- 65 - 2-
Arte da sustentabilidade: exposição gratuita apresenta itens decorativos inovadores feitos com resíduos da construção civil
Até 1.º de março, Instituto A.Yoshii destaca mais de 40 obras únicas criados nos projetos Obra&Arte...
Saiba mais >
diadecampo-2024 (1)
Ford Slaviero participa da 19.ª edição do Dia de Campo 2024 da Cooperativa Bom Jesus
Realizado na Lapa (PR), evento destaca inovações em tecnologia para produção agrícola e pecuária Marcada...
Saiba mais >
Programa de estágio do Grupo Marista contempla áreas como medicina, enfermagem, farmácia, administração, gestão de pessoas, marketing, entre outras Créditos: Divulgação
Estágio dentro de hospitais-escola transforma olhar de estudantes de várias áreas
Experiência aproxima academia e assistência, unindo formação, atendimento à população e pesquisa Com...
Saiba mais >
Inscrições abertas para programa de estágio em hospitais
Até o dia 8 de março, os hospitais São Marcelino Champagnat e Universitário Cajuru estão com inscrições...
Saiba mais >