Mutirão de castração mobiliza universidade e organização internacional

[flgallery id=435 /]

Com participação da Universidade Positivo, projeto esterilizou 150 cães e gatos, visando o controle epidemiológico de zoonoses e a busca pelo bem-estar animal

Um mutirão de castração de cães e gatos para pessoas carentes foi realizado nesta semana, em Curitiba. O projeto “Bem-Estar Animal e Saúde Única” realizou cirurgias em 150 animais, em uma parceria inédita entre Universidade Positivo (UP) e a World Small Animal Veterinary Association (WSAVA). O projeto conta com três objetivos específicos: o controle epidemiológico de zoonoses, que podem afetar também os seres humanos, a busca pelo bem-estar animal, e o intercâmbio de informações e conhecimentos entre estudantes e professores da UP com profissionais da WSAVA.
Embora as cirurgias tenham acontecido nesta semana, o projeto teve início há um mês, quando os animais foram selecionados. Na sequência, os cães e gatos foram microchipados, vacinados e passaram por um controle parasitário, além de exames de sangue, com o apoio dos estudantes do primeiro ano do curso de Medicina Veterinária da instituição. “Precisávamos ter esse lastro para realizarmos as cirurgias com a segurança necessária e atingirmos o objetivo” explica a professora de Bem-Estar Animal e Saúde Única da UP, Andreia de Paula Vieira.
Guarda responsável e controle populacional
Contando com o financiamento da WSAVA, o projeto visa não só controlar a população de animais nas ruas de Curitiba, mas também orientar a população a respeito de como cães e gatos devem ser tratados. “Ao todo, 91 alunos do curso de Veterinária da UP fizeram trabalhos de conscientização sobre a guarda responsável de animais, algo benéfico tanto para os estudantes, quanto para os tutores”, ressalta Andreia. Outros professores da instituição também tiveram troca de experiência com veterinários responsáveis por atuar em diversas regiões do mundo.
De acordo com a professora, a participação da WSAVA no projeto atende dois propósitos distintos: o controle epidemiológico de doenças e a busca pelo bem-estar animal. “Animais de rua não têm a alimentação adequada, as condições de ter um comportamento natural e acabam sofrendo. E, dentro da perspectiva epidemiológica, é importante evitar que mais animais venham a nascer nessa situação, avaliando o impacto dessa ação para a sociedade”, revela Andreia. O controle de animais também impede a disseminação de doenças, como a raiva ou a esporotricose.
Número de animais abandonados
Não existem estatísticas oficiais a respeito do número de animais de rua em Curitiba. Uma pesquisa do IBGE indica que 60% dos lares do estado contam com, ao menos, um cachorro. Diferentes estudos realizados por acadêmicos indicam que cerca de 5% de todos os cães do município não têm uma residência fixa – existem também os cachorros que são criados para fora dos portões das casas.
A castração de animais é considerada pelos especialistas a forma mais inteligente para evitar a disseminação dessa população, controlando as perspectivas de crescimento. Curitiba lançou um castramóvel – um veículo que faz a castração de animais – que, até o fim de julho, atendeu 1.954 animais. A estimativa é concluir a esterilização de 7 mil animais até o fim de 2016.
 
Sobre a Universidade Positivo
A Universidade Positivo (UP) concentra, na Educação Superior, a experiência educacional de mais de quatro décadas do Grupo Positivo. A instituição teve origem em 1988 com as Faculdades Positivo, que, dez anos depois, foram transformadas no Centro Universitário Positivo (UnicenP). Em 2008, foi autorizada pelo Ministério da Educação a ser transformada em Universidade. Atualmente, oferece 59 cursos de Graduação (31 cursos de Bacharelado e Licenciatura e 26 Cursos Superiores de Tecnologia), três programas de Doutorado, quatro programas de Mestrado, centenas de programas de Especialização e MBA e dezenas de programas de Extensão. Em Curitiba, a UP conta com três campus: Ecoville, que ocupa uma área de 424,8 mil metros quadrados, Praça Osório, no centro da cidade, e Mercês – Catarina Labouré. Lançou, em 2013, seu programa de Educação à Distância, com dezenas de polos em todo o país. É considerada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) a melhor universidade privada do Paraná, pelo quarto ano consecutivo.

Share:

Latest posts

Foto: divulgação
Pesquisa revela impacto das redes sociais no desempenho escolar e no sono dos estudantes
Paulistão Feminino ganha em 2024 o sobrenome e apoio do Sicredi, mais longevo patrocinador da Federação Paulista de Futebol Créditos: Divulgação
Feito histórico: Paulistão Feminino ganha naming rights do Sicredi e tem premiação recorde em 2024
Sicredi
Sicredi dobra o valor arrecadado em movimento nacional para o Rio Grande do Sul e inicia nova mobilização

Sign up for our newsletter

Acompanhe nossas redes

related articles

Foto: divulgação
Pesquisa revela impacto das redes sociais no desempenho escolar e no sono dos estudantes
Estudo elaborado por aluno do Ensino Médio e UFPR ouviu cerca de mil alunos Uma pesquisa iniciada como...
Saiba mais >
Paulistão Feminino ganha em 2024 o sobrenome e apoio do Sicredi, mais longevo patrocinador da Federação Paulista de Futebol Créditos: Divulgação
Feito histórico: Paulistão Feminino ganha naming rights do Sicredi e tem premiação recorde em 2024
Com patrocínio da instituição financeira cooperativa, campeonato inicia em 21 de maio com onze clubes...
Saiba mais >
Sicredi
Sicredi dobra o valor arrecadado em movimento nacional para o Rio Grande do Sul e inicia nova mobilização
Instituição financeira cooperativa também atua na linha de frente de centros de distribuição de donativos,...
Saiba mais >
Thiago Cassi Bobato é coordenador médico do Pronto Socorro e do Hospital Universitário Cajuru Créditos: Divulgação
Acidentes de trânsito, um problema de saúde pública
Thiago Cassi Bobato* A cada dia que passa, as manchetes dos jornais nos confrontam com uma realidade...
Saiba mais >