Notícias Central Press

Natividade tem crescimento de 81% no Ideb

Postado no dia: 23 de setembro de 2020
Natividade tem crescimento de 81% no Ideb

Município alcança melhor 3ª melhor nota do estado do Rio de Janeiro e melhor nota histórica no Ideb do Ensino Fundamental

Os dados do Ideb 2019 (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), divulgados na terça-feira pelo  Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) do Ministério da Educação (MEC), mostraram um crescimento de 81% na nota de Natividade nos anos finais do Ensino Fundamental, comparado ao resultado de apenas dois anos atrás. A nota de 3.1 no índice de 2017 passou para 5.6 em 2019, ultrapassando a meta estipulada para o município (4.9).

Natividade também ultrapassou a média nacional da rede pública para essa etapa de ensino (do 6º ao 9º ano), que foi de 4.5. Somente 23,1% dos municípios brasileiros atingiram a meta proposta (5.0). Em 23 estados, menos da metade das cidades tiveram boa avaliação nesta etapa. Nos anos iniciais do Ensino Fundamental, o município também apresentou aumento e ultrapassou a meta estipulada: a nota subiu de 5.1 para 5.6.

A secretária de Educação do município, Paula Ferreira dos Santos, conta que a melhora é resultado do investimento que vem sendo feito nas escolas municipais desde o início de sua gestão. “Nós tivemos que implementar uma seriedade no nosso trabalho pedagógico desde a construção do currículo com o professor até a forma de trabalhar com o aluno. Trabalhamos em uma perspectiva interacionista, que coloca o aluno como protagonista da aprendizagem, que leva isso pra realidade dele, e esse interacionismo nós consolidamos agora com o Sistema de Ensino Aprende Brasil para poder firmar ainda mais a nossa proposta pedagógica, que tenho certeza que, dentre outros fatores, foi um fator primordial alcançarmos esse resultado”, expõe.

O Ideb foi criado em 2007 e está entre os principais indicadores de qualidade do ensino básico no Brasil. Em uma escala de 0 a 10, sintetiza dois conceitos: o fluxo escolar (a taxa de aprovação, reprovação e abandono) e o desempenho de estudantes em avaliações que medem o conhecimento em português e matemática, considerados base para as demais disciplinas do currículo escolar. O Ideb é obtido por meio da nota do Saeb (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica) e da taxa de aprovação escolar, sendo divulgado a cada dois anos.

Para Damila Bonato, gerente de marketing e produto da Editora Aprende Brasil, esses números são resultado de um bom investimento e gestão educacional apropriada em conjunto com os docentes. “A partir do momento que a escola tem amparo pedagógico e bons materiais didáticos, o estudante começa a sentir a diferença – e isso reflete nos resultados”, afirma Damila, que destaca também a média acima da nacional dos municípios que utilizam o Sistema de Ensino Aprende Brasil, que alcançaram a avaliação média de 6.0, considerando as duas etapas do Ensino Fundamental, frente à 5.1 dos municípios brasileiros.

Sobre o Aprende Brasil

O Sistema de Ensino Aprende Brasil oferece às redes municipais de Educação uma série de recursos, entre eles: avaliações, sistema de monitoramento, ambiente virtual de aprendizagem, assessoria pedagógica e formação continuada aos professores, além de material didático integrado e diferenciado, que contribuem para potencializar o aprendizado dos alunos da Educação Infantil aos anos finais do Ensino Fundamental. Atualmente, o Aprende Brasil atende 275.000 alunos em mais de 200 municípios brasileiros. Saiba mais em http://sistemaaprendebrasil.com.br/.

Todas as notícias