Onda de frio: especialista dá cinco dicas para manter a casa quentinha

Ainda é outono, mas o Brasil já vive dias gelados até em lugares acostumados ao calor. Ao longo da última semana, as temperaturas despencaram em boa parte do país. Algumas cidades da região Sul chegaram a ter neve e o Distrito Federal registrou a temperatura mais baixa da história. De acordo com os meteorologistas, as baixas temperaturas estão sendo causadas pelo deslocamento de uma massa de ar polar que vem da Argentina, combinada com a passagem de um ciclone extratropical.

Para lidar com as baixas temperaturas, muita sopa, chá e ciência. De acordo com o assessor de Física do Sistema Positivo de Ensino, Danilo Capelari, as leis da Física podem contribuir significativamente para deixar os ambientes internos – e as pessoas dentro deles – mais quentinhos. Em dias de frio intenso, algumas medidas simples ajudam nessa tarefa. O especialista explica que a temperatura dentro de casa se estabelece por meio de trocas de calor. “O calor é a energia térmica em trânsito e, seguindo as leis da Física, ele se movimenta sempre do mais quente para o mais frio”, detalha. Capelari destaca cinco dicas para parar de perder calor nos ambientes e ter um inverno mais agradável.

Aproveite a luz do sol

Embora todos os recursos artificiais sejam bem-vindos para espantar o frio, o maior aliado nessa batalha ainda é o sol. Por isso, a primeira dica é aproveitar os períodos de sol para acumular energia solar dentro de casa. “Logo cedo, procure abrir todas as cortinas da casa. Atenção para retirar possíveis obstáculos que a luz solar possa encontrar para entrar nos ambientes. Isso vai ajudar a aquecer a casa ao longo do dia”, aconselha.

Ele esclarece que o ambiente se aquece por meio de alguns fatores. Um deles é a luz solar que entra por portas e janelas. Também aquecem os ambientes o calor das pessoas e animais que estão dentro deles e os equipamentos especialmente desenvolvidos para isso, como os aquecedores.

Não perca calor

Depois de absorver todo o calor possível proveniente da energia solar, é preciso ter cuidado para não perder esse calor para a área externa, que está naturalmente mais fria. “Frestas nas janelas e nas portas permitem que o ar frio entre em casa e, assim, diminua a temperatura interna. Para que isso não aconteça, feche as cortinas e garanta que tudo está bem vedado no fim do dia”, alerta.

Atenção às paredes

Além da preocupação com as trocas de calor via portas e janelas, também é preciso estar atento às paredes. Afinal, a umidade do ar é maior no período noturno, o que pode ser absorvido pelas paredes externas da casa. “Assim, procure não deixar sofás, camas e cadeiras encostados em paredes que isolam a casa do ambiente externo”, adverte Capelari.

Use os aquecedores corretamente

Nos dias mais frios, contar com um aquecedor é uma estratégia quase infalível. Mas é preciso saber usar esses aparelhos da melhor maneira para garantir mais calor. O especialista ensina que até mesmo o local em que eles são colocados tem influência no resultado. “O ideal, para qualquer modelo de aquecedor, é deixá-los o mais próximo possível do chão. Isso porque o ar quente tende a subir, por ser menos denso que o ar frio. Dessa forma, cria-se uma corrente de convecção, que é quando o ar quente sobe e o frio, desce, deixando o ambiente mais quente com mais eficiência.”

Blusa, cachecol, luva, cobertor

Camadas e mais camadas de roupas também ajudam a manter o corpo aquecido no inverno. Mas atenção: Capelari lembra que a verdadeira fonte de calor é o próprio corpo, e não a roupa escolhida. “Blusas e outras peças impedem que o calor saia do corpo para o ambiente ao redor e, por isso, nos mantém quentes. Isso também vale para cobertores”, afirma. Ao escolher roupas de frio, preze por aquelas que tornem a fuga de calor mais difícil. “Nem sempre os tecidos mais pesados são os mais indicados para isso. Atualmente há tecidos tecnológicos que, embora sejam bem leves, evitam que o calor seja perdido para o ambiente e, por isso, são mais ‘quentes’”, destaca.

________________________ 

Sobre o Sistema Positivo de Ensino 

É o maior sistema voltado ao ensino particular no Brasil. Com um projeto sempre atual e inovador, ele oferece às escolas particulares diversos recursos que abrangem alunos, professores, gestores e também a família do aluno com conteúdo diferenciado. Para os estudantes, são ofertadas atividades integradas entre o livro didático e plataformas educacionais que o auxiliam na aprendizagem. Os professores recebem propostas de trabalho pedagógico focadas em diversos componentes, enquanto os gestores recebem recursos de apoio para a administração escolar, incluindo cursos e ferramentas que abordam temas voltados às áreas de pedagogia, marketing, finanças e questões jurídicas. A família participa do processo de aprendizagem do aluno recebendo conteúdo específico, que contempla revistas e webconferências voltadas à educação.

Share:

Latest posts

Large-DSC3539-Edit-1-1
Shopping celebra Dia Mundial do Rock com programação para crianças
Instituto Positivo
Gestores da Educação do litoral paranaense recebem formação
Palladium
Palladium lança campanha de inverno com conchas exclusivas de brinde

Sign up for our newsletter

Acompanhe nossas redes

related articles

Large-DSC3539-Edit-1-1
Shopping celebra Dia Mundial do Rock com programação para crianças
Palladium Curitiba promove diversas atrações musicais ao longo do dia Para comemorar o Dia Mundial...
Saiba mais >
Instituto Positivo
Gestores da Educação do litoral paranaense recebem formação
Projeto reúne coordenadores para melhorar a qualidade educacional No litoral paranaense, a Educação...
Saiba mais >
Palladium
Palladium lança campanha de inverno com conchas exclusivas de brinde
Conjunto de talheres faz parte da campanha colecionável O Palladium Curitiba celebra a chegada do inverno...
Saiba mais >
4031C-20240608-0228-2 - 1-
Zona leste de Londrina ganha novo empreendimento residencial
Sunny Downtown, da Construtora Yticon, conta com duas torres e fica ao lado do Boulevard Shopping A...
Saiba mais >