Smart Cities é tema de pós-graduação em Curitiba

A população mundial deve crescer 53% até 2100, quando pode atingir 11,2 bilhões de habitantes, segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU). Atualmente, a população é de 7,3 bilhões de habitantes e deve alcançar a marca 8,5 bilhões até 2030. Apesar de todas as cidades do mundo ocuparem somente 2% do espaço da Terra, juntas consomem entre 60 e 80% da energia e provocam 75% da emissão de carbono. Com esse cenário alarmante, é crescente a preocupação por ambientes sustentáveis que favoreçam a qualidade de vida. O conceito de “smart cities” ou cidades inovadoras surgiu para promover projetos inovadores em áreas como tecnologia, governança, sustentabilidade, mobilidade urbana e economia criativa.
Com a demanda em alta, a Universidade Positivo inicia em abril as primeiras turmas da pós-graduação Cidades Inteligentes e Inovadoras – Smart Cities, com 420 horas de duração e foco em duas linhas de pesquisa: arquitetura e urbanismo e empreendedorismo. Para o coordenador do curso, André Telles, uma cidade inteligente está em processo de constante transformação. Autor do primeiro livro sobre Mídias Sociais no Brasil, em 2005, Telles ressalta relação entre os dois temas. “As pessoas têm percebido como um excelente mercado para atuar, assim como ocorreu com as redes sociais, quando houve uma explosão de empresas interessadas em produzir conteúdo. Em Smart Cities já existe a percepção de um mercado muito amplo, seja em arquitetura e urbanismo ou relacionado ao empreendedorismo e gestão pública”, diz.
No início, as duas turmas terão aulas em conjunto sobre os conceitos que regem o tema, como a história das cidades, planos diretores inteligentes e questões sobre empreendedorismo de alto impacto e startups. “As pessoas acham que startups e o empreendedorismo precisam estar ligados às tecnologias pesadas, mas não é verdade. Ações que melhorem a qualidade de vida, como a ciclomobilidade ou a locação de carros e bicicletas também são importantes”, explica Telles.
Geração de conhecimento
Assim como em outros movimentos, a atuação sinérgica de sociedade civil, mercado, academia e governo acelera a fixação das ideias e de novas iniciativas relacionadas às Smart Cities. No caso das Cidades Inteligentes, a pós-graduação vai contribuir para o aumento da produção de conhecimento. “Isso amplia o entendimento sobre a temática, com aumento do número de profissionais competentes para promover o tema”, explica Telles. Dessa forma, difundem-se os conceitos sobre o assunto e a compreensão de que a tecnologia e o empreendedorismo podem transformar uma cidade.
Já existem diversos cases que servem de referência no país, caso do Porto Maravilha, no Rio de Janeiro, que visa fazer com que a região volte a integrar o processo de desenvolvimento municipal; e o Porto Digital, em Recife, que busca se tornar o melhor ambiente de inovação e empreendedorismo de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e Economia Criativa do país. E também iniciativas de instituições privadas, caso da adoção de Adrianópolis, na região metropolitana de Curitiba, pelo Laboratório de Cidades da Universidade Positivo, que orienta comércios e a própria prefeitura no recente crescimento de uma cidade marcada pelos baixos Índices de Desenvolvimento Humano (IDH).
 
Sobre a Universidade Positivo
A Universidade Positivo (UP) concentra, na Educação Superior, a experiência educacional de mais de quatro décadas do Grupo Positivo. A instituição teve origem em 1988 com as Faculdades Positivo, que, dez anos depois, foram transformadas no Centro Universitário Positivo (UnicenP). Em 2008, foi autorizada pelo Ministério da Educação a ser transformada em Universidade. Atualmente, oferece 54 cursos de Graduação (30 cursos de Bacharelado e Licenciatura e 24 Cursos Superiores de Tecnologia), três programas de Doutorado, quatro programas de Mestrado, centenas de programas de Especialização e MBA e dezenas de programas de Extensão. Em Curitiba, a UP conta com três campus: Ecoville, que ocupa uma área de 424,8 mil metros quadrados, Praça Osório, no centro da cidade, e Mercês – Catarina Labouré, este último dedicado ao curso de Enfermagem. Lançou, em 2013, seu programa de Educação à Distância, com dezenas de polos em todo o país. Segundo as avaliações do Ministério da Educação, é considerada uma das dez melhores universidades privadas do Brasil.

Share:

Latest posts

DJI-0017 (1)
Dor no bolso: conheça as principais despesas para empresas com frota própria de veículos
mustang2 (1)
Ford Slaviero realiza evento em comemoração aos 60 anos do lendário Mustang
CIEE-por-GusBenke-50
De Libras à logística: cursos gratuitos são oportunidade de capacitação com certificado

Sign up for our newsletter

Acompanhe nossas redes

related articles

DJI-0017 (1)
Dor no bolso: conheça as principais despesas para empresas com frota própria de veículos
Com 20% das companhias privadas optando por frotas terceirizadas, setor vê crescimento. No começo do...
Saiba mais >
mustang2 (1)
Ford Slaviero realiza evento em comemoração aos 60 anos do lendário Mustang
22.° edição do evento reúne fãs do modelo em Curitiba Realizado na concessionária Ford Slaviero, uma...
Saiba mais >
CIEE-por-GusBenke-50
De Libras à logística: cursos gratuitos são oportunidade de capacitação com certificado
CIEE/PR oferece 22 opções presenciais em Curitiba para pessoas a partir de 14 anos; formação em Libras...
Saiba mais >
3903C-20230302-0048 (1)
Vero Vittá: inspiração para viver com qualidade e exclusividade no alto da Gleba Palhano
Lançamento de alto padrão da A.Yoshii traz espaços de lazer diferenciados e localização privilegiada...
Saiba mais >