Notícias Central Press

SUMMIT 2016 debate tecnologias que revolucionam a sociedade

Postado no dia: 21 de setembro de 2016
SUMMIT 2016 debate tecnologias que revolucionam a sociedade

  1. Evento acontece no câmpus Ecoville da UP(Divulgação)

Evento reúne 400 pessoas na Universidade Positivo, em Curitiba

O Centro de Tecnologia da Informação (CTI) da Universidade Positivo (UP) promove, entre os dias 26 e 30 de setembro, seu ponto mais alto de interação entre alunos, professores e representantes do mercado da Tecnologia da Informação. Ciclos de palestras e competições acadêmicas vão marcar o CTI SUMMIT 2016 para analisar e apontar caminhos diante das tendências mais recentes da área de TI, como as que estão mudando o funcionamento das cidades por meio de aplicativos. Cerca de 400 pessoas são esperadas no câmpus Ecoville da Universidade Positivo, em Curitiba.

Com o tema “Inovação Disruptiva e Economia Compartilhada”, a palestra de abertura, no dia 26, ficará a cargo do consultor técnico e economista Arthur Schuler da Igreja, professor da FGV, no Rio de Janeiro. “As tecnologias disruptivas são uma tendência forte no mercado. Um exemplo é o aplicativo UBER, que chega para travar forte concorrência com o ambiente convencional no transporte de passageiros, oferecer alternativas viáveis no dia a dia e facilitar a vida das pessoas”, explica Marcelo Szostak, professor adjunto da UP e organizador de eventos do CTI.

Durante o evento, também será lançado o prêmio que vai escolher, até novembro, o melhor TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) do CTI. “A ideia é recompensar o esforço dos alunos que fazem o melhor. Com o prêmio, a concorrência entre eles se eleva e a qualidade dos projetos aumenta junto”, afirma o Szostak. Os alunos também passarão por uma maratona de programação, para estimular os estudantes a desenvolver suas habilidades na criação de softwares, além de outras atividades que estão programadas.

Startups e Big Data

O desenvolvimento de startups e a exploração do Big Data são outros temas incluídos na programação do SUMMIT 2016. Debates vão colocar frente a frente donos de startups bem sucedidas e autores de boas ideias que aguardam investidores anjos para suas startups. A professora Fabíola Paes, coordenadora do Laboratório de Varejo da Escola de Comunicação Negócios da UP, e Leandro Souza, coordenador geral da Pós-Graduação da UP, vão palestrar sobre o tema. Eles estiveram no Vale do Silício, a Meca das startups no Estados Unidos, para saber qual que é a visão dos empreendedores para incentivar e iniciar um novo negócio na área de TI.

O Big Data será abordado como um grande manancial de informações que pode ser usado para identificar tendências de consumo ou ideias e projetos de inovação tecnológica. “Ter hoje uma nova ideia está cada vez mais difícil. Mas disponibilizar uma ferramenta que extrai informações além do conhecimento normal, como é o caso do Big Data, pode ajudar a transformar informações úteis em projetos inovadores”, ressalta Szostak. O evento é gratuito e aberto ao público. Mais informações pelo telefone (41) 3317-3000.

 

CTI da UP integra cursos de informática e vira referência para o mercado

Todos os cursos da área de informática da Universidade Positivo estão agrupados no CTI (Centro de Tecnologia da Informação). Essa união visa dar mais efetividade ao ensino, com a meta, já alcançada hoje, de estabelecer um diálogo mais próximo para a troca de experiências entre os cursos, uma característica importante na área de TI e que vem trazendo resultados não só para a instituição, mas gerando uma aproximação com as empresas e o mercado de trabalho.

O CTI da Universidade Positivo é o maior agrupamento de cursos integrados a uma instituição de ensino superior na área de informática no Paraná. Essa filosofia de trabalho de aglutinar os cursos deu força para fomentar ações de aproximação com o mercado, e com isso, ampliar as chances de absorção dos alunos formados nos cursos de informática. O CTI reúne 32 cursos, mais de 150 professores e cerca de 1.900 alunos. “É um guarda chuva que unifica os cursos e beneficia os alunos, desde o bacharelado, tecnólogo à pós-graduação na área de informática”, afirma o coordenador do CTI da UP, Kristian Capeline.

O Centro tem um conselho de 60 empresas para definir a grade de ensino dos cursos. Pelo CTI, foi possível abrir canais de contato nos níveis municipal e estadual junto a autoridades do setor e com as empresas da área de software. Há reuniões periódicas com empresas da área de informática no âmbito municipal para troca de experiências. O CTI também tem cadeira na rede estadual de APLs (Arranjos Produtivos Locais) de softwares.

 

Serviço:

CTI SUMMIT 2016

26/09/2016 a 30/09/2016

Palestra de abertura “Inovação Disruptiva & Economia Compartilhada, às 19h50, com Arthur Schuler da Igreja

Rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300, câmpus Ecoville da Universidade Positivo

Local: Auditório e Hall do Bloco Bege

 

Sobre a Universidade Positivo -A Universidade Positivo (UP) concentra, na Educação Superior, a experiência educacional de mais de quatro décadas do Grupo Positivo. A instituição teve origem em 1988 com as Faculdades Positivo, que, dez anos depois, foram transformadas no Centro Universitário Positivo (UnicenP). Em 2008, foi autorizada pelo Ministério da Educação a ser transformada em Universidade. Atualmente, oferece 59 cursos de Graduação (31 cursos de Bacharelado e Licenciatura e 26 Cursos Superiores de Tecnologia), três programas de Doutorado, quatro programas de Mestrado, centenas de programas de Especialização e MBA e dezenas de programas de Extensão. Em Curitiba, a UP conta com três campus: Ecoville, que ocupa uma área de 424,8 mil metros quadrados, Praça Osório, no centro da cidade, e Mercês – Catarina Labouré. Lançou, em 2013, seu programa de Educação à Distância, com dezenas de polos em todo o país. É considerada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) a melhor universidade privada do Paraná, pelo quarto ano consecutivo.

Todas as notícias