Valmet recebe reconhecimento mundial por desempenho exemplar em ESG

Multinacional é incluída pelo 10.º ano consecutivo no Índice Dow Jones de Sustentabilidade (DJSI) e oferece oportunidades de produção neutras em carbono para indústrias de celulose, papel, cartão e tissue

O Pacto Global da ONU no Brasil, em parceria com a Stilingue e a consultoria Falconi, conduziu um estudo com 190 organizações, incluindo empresas privadas, setor público e terceiro setor, para avaliar o momento da agenda ESG no país. Os resultados revelaram que 78,4% das organizações incluíram o ESG em suas estratégias de negócios. Esse dado reflete uma crescente conscientização sobre a importância de considerar fatores ambientais, sociais e de governança na tomada de decisões. 

A agenda ESG é um dos principais pilares no pipeline de negócios das empresas brasileiras. No cenário nacional, a Valmet, uma empresa líder no desenvolvimento e fornecimento de tecnologias, sistemas de automação e serviços para as indústrias de celulose, papel e energia, destaca-se como uma das empresas mais responsáveis em ESG. Uma das principais iniciativas é a Agenda Sustentabilidade 360°, uma iniciativa essencial na construção do reconhecido histórico de sustentabilidade da multinacional finlandesa ao longo dos anos. Essa agenda engloba projetos e ações ambientais, sociais e de governança (ESG), estendendo-se por toda a cadeia de valor da empresa, abarcando desde a cadeia de suprimentos e operações até as ofertas de tecnologia e serviços aos clientes. As iniciativas de desenvolvimento estão divididas em quatro áreas: matérias-primas sustentáveis, redução de resíduos e eficiência de recursos, eficiência energética e redução da pegada de carbono. 

Inclusão no Índice Dow Jones de Sustentabilidade revela progresso sistemático em sustentabilidade 

A Valmet alcançou uma conquista notável ao ser incluída pelo décimo ano consecutivo no Índice Dow Jones de Sustentabilidade (DJSI), mantendo sua presença tanto no índice mundial quanto no europeu. O DJSI World é composto por empresas globais líderes em sustentabilidade, sendo um reconhecimento significativo para aquelas que demonstram excelência em práticas ESG (Ambiental, Social e Governança). 

O Índice Dow Jones de Sustentabilidade avalia o desempenho atual das empresas nessas áreas e a capacidade de melhoria contínua ao longo do tempo. Nesse contexto, a multinacional finlandesa recebeu altas pontuações, especialmente em gestão de inovação, eficiência de recursos, circularidade, emissões e relatórios sobre água.

“Trabalhamos consistentemente em todas as frentes da nossa Agenda Sustentabilidade 360º, que tem sido a espinha dorsal do nosso compromisso sustentável ao longo da última década. A partir de 2021, intensificamos nosso foco nas ações climáticas com o lançamento do programa climático ‘Rumo a um futuro neutro em carbono’ – que estabelece metas ambiciosas de redução de emissões em toda a nossa cadeia de valor até 2030. Temos a satisfação de anunciar que já atingimos uma das metas do programa, que consiste em permitir uma produção totalmente neutra em carbono para os nossos clientes da indústria de celulose e papel. Este marco demonstra mais uma vez nosso compromisso com a inovação e melhoria contínua. Aproveito para agradecer os colaboradores por seu persistente trabalho em tornar as nossas operações mais sustentáveis e impulsionar avanços em toda a indústria”, afirma a vice-presidente sênior de Marketing, Comunicação, Sustentabilidade e Relações Corporativas da Valmet, Anu Salonsaari-Posti. 

Valmet atinge marcos significativos no Programa Climático “Rumo a um futuro neutro em carbono”

O Programa Climático da Valmet visa reduzir em 80% as emissões de CO2 nas próprias operações e 20% na cadeia de suprimentos da empresa até 2030. Em 2023, a multinacional finlandesa atingiu dois marcos significativos. “No que diz respeito à primeira meta, fizemos um progresso excelente. A Valmet já proporciona oportunidades de produção neutra em carbono para seus clientes nos setores de celulose, papel, cartão e tissue, com a condição prévia de que o cliente utilize bioenergia ou eletricidade neutra em carbono. A produção neutra em carbono pode ser alcançada por meio da combinação das melhores tecnologias disponíveis, otimização do design da fábrica e seleção das soluções certas de automação, Internet industrial e serviços”, afirma o vice-presidente de P&D da Valmet, Janne Pynnönen. 

Além disso, muitas fábricas de celulose química já utilizam tecnologias autossuficientes em bioenergia, possibilitando a produção de celulose neutra em carbono e, em alguns casos, a comercialização do excedente de energia renovável. 

“Os fornos de cal costumam ser a maior fonte de CO2 fóssil em fábricas de celulose. Ao longo dos anos, desenvolvemos e fornecemos vários fornos de cal que operam sem o uso de combustíveis fósseis, seja por meio da gaseificação de biomassa ou da queima de pó de madeira”, afirma o vice-presidente de Estratégia e P&D, Celulose e Energia da Valmet, Ari Saario. Para os clientes no setor de energia, a Valmet permite a produção de calor e energia neutra em carbono com soluções de energia baseadas em biomassa.

Compras de eletricidade 100% neutras em carbono na Finlândia e na Suécia

Nas suas próprias operações, a Valmet tem como meta reduzir as emissões de CO2 em 80% até 2030. As emissões provenientes de combustíveis, aquecimento e eletricidade já foram reduzidas em 50% desde 2019. No final de 2023, a Valmet alcançou um marco significativo ao atingir compras de eletricidade 100% neutras em carbono na Finlândia e na Suécia.

“O impacto é significativo, uma vez que esses países representam 60% do consumo total de eletricidade da Valmet e cerca de 30% das emissões totais de CO2 da empresa provenientes do uso de eletricidade. Com isso, estamos economizando um total de 32 mil toneladas de CO2 anualmente, o que equivale a dirigir quase 223 milhões de quilômetros de carro”, finaliza a vice-presidente de HSE da Valmet, Victoria Larsson. 

Sobre a Valmet

A Valmet é líder global no desenvolvimento e fornecimento de tecnologias de processos, automação e serviços para as indústrias de celulose, papel e energia. A multinacional finlandesa atende uma ampla base de indústrias de processo, oferecendo sistemas de automação e soluções em válvulas de controle de fluxo. Com mais de 19.000 profissionais em todo o mundo, a Valmet compromete-se em alavancar a performance das principais empresas do segmento, atuando de maneira próxima aos clientes. Com uma história industrial que ultrapassa 220 anos, a Valmet é caracterizada por um sólido histórico de melhoria e renovação contínuas. A Valmet América do Sul opera com unidades em Araucária (PR), Sorocaba (SP), Belo Horizonte (MG), Imperatriz (MA), Joinville (SC), Guarulhos (SP) e Antofagasta, Santiago e Concepción, no Chile. Em 2022, as vendas líquidas da empresa alcançaram aproximadamente 5,1 bilhões de euros. As ações da Valmet estão listadas na Nasdaq Helsinki, e a sede da empresa está localizada em Espoo, na Finlândia. Mais informações em: valmet.com.br | X | LinkedIn | Facebook | YouTube | Instagram |

Share:

Latest posts

WhatsApp-Image-2024-02-20-at-17.48
Exposição Traços do Cotidiano explora a beleza das coisas simples
NoahMGA - 1-
Hall de entrada: boas-vindas e impressão marcante à primeira vista
Selective focus shot of basil leaves
5 plantas que afastam o mosquito da dengue

Sign up for our newsletter

Acompanhe nossas redes

related articles

WhatsApp-Image-2024-02-20-at-17.48
Exposição Traços do Cotidiano explora a beleza das coisas simples
“Tudo pode ser transformado em arte”, afirma a artista plástica Magali Tieppo Robaina, responsável pela...
Saiba mais >
NoahMGA - 1-
Hall de entrada: boas-vindas e impressão marcante à primeira vista
Ambientes destacam-se em projetos arquitetônicos, refletindo o luxo e a sofisticação dos edifícios Não...
Saiba mais >
Selective focus shot of basil leaves
5 plantas que afastam o mosquito da dengue
Com um aumento de mais de 445% nos casos da doença em comparação ao mesmo período do ano passado, a adoção...
Saiba mais >
_- 65 - 2-
Arte da sustentabilidade: exposição gratuita apresenta itens decorativos inovadores feitos com resíduos da construção civil
Até 1.º de março, Instituto A.Yoshii destaca mais de 40 obras únicas criados nos projetos Obra&Arte...
Saiba mais >