Vida de banqueiro

[flgallery id=26 /]

Diálogo e participação são palavras-chave para associados de cooperativas de crédito e investimento

Normalmente, o início do ano é época de fazer “malabarismo” para conseguir pagar todas as contas e impostos que chegam, logo após um período de festas. Mas, para 3 milhões de brasileiros, essa também é a época de decidir os rumos da instituição financeira da qual são sócios – e donos. Eles podem argumentar e ajudar a definir como será o ano da cooperativa de crédito e investimento, em termos de investimentos, ampliações, divisão de sobras (lucro), entre outras iniciativas.
Isso é possível para os associados de instituições financeiras cooperativas como o Sicredi, por exemplo. Com 1.380 agências espalhadas pelo Brasil, é no começo do ano que a máxima: “quem coopera cresce” tem sua melhor representação. Entre janeiro e março, acontecem as assembleias, que reúnem membros da diretoria, colaboradores e associados de cada região para aprovar as contas e projetar o ano que se inicia. Algo que não é possível no modelo tradicional dos bancos que compõem o sistema financeiro do Brasil.
A distribuição de lucro (chamado de sobras no sistema cooperativo) é outro fator importante que demonstra o sucesso desse método. Em 2015, as cooperativas Sicredi disponibilizaram R$ 1,37 bilhão para seus associados, pois, muito mais do que clientes, eles são donos do negócio e podem opinar sobre o destino desse dinheiro.
De acordo com Rejane Farias de Andrade, assessora de Programas Sociais da Central Sicredi PR/SP/RJ, o modelo de gestão participativa é um grande diferencial do Sicredi, enquanto instituição financeira cooperativa. “As assembleias são momentos da maior importância para a cooperativa e para os associados, pois são eles que opinam e decidem a trajetória da organização. A participação de todos é fundamental para que o cooperativismo se concretize como um modelo justo e eficiente, assim como vemos nos resultados do Sicredi a cada ano”, explica.
As reuniões movimentam centenas de pessoas de municípios de Norte a Sul do Brasil. No Paraná, por exemplo, as assembleias chegam a contar com a participação de mais de mil pessoas.
Sobre o Sicredi
O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa com mais de 3.1 milhões de associados e 1.380 pontos de atendimentos, em 11 estados do País*. Organizado em um sistema com padrão operacional único, conta com 95 cooperativas de crédito filiadas, distribuídas em quatro Centrais Regionais, acionistas da Sicredi Participações S.A., uma Confederação, uma Fundação e um Banco Cooperativo que controla uma Corretora de Seguros, uma Administradora de Cartões e uma Administradora de Consórcios.
* Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Tocantins, Pará, Rondônia e Goiás.

Share:

Latest posts

Créditos: Freepik
Universidade Positivo recebe feira de adoção de cães nesta quarta-feira (12)
Crédito: Marcos Vinícius
Às vésperas do Dia dos Namorados, shopping promove encontro para solteiros
Foto: divulgação
Caminhada melhora saúde, fortalece vínculos sociais e promove solidariedade

Sign up for our newsletter

Acompanhe nossas redes

related articles

Créditos: Freepik
Universidade Positivo recebe feira de adoção de cães nesta quarta-feira (12)
Evento tem animais do Complexo Penitenciário de Piraquara disponíveis para adoção A Universidade Positivo...
Saiba mais >
Crédito: Marcos Vinícius
Às vésperas do Dia dos Namorados, shopping promove encontro para solteiros
Com música, cardápio especial de bebidas e comidas, cinema e decoração romântica, a 9.ª edição da Sessão...
Saiba mais >
Foto: divulgação
Caminhada melhora saúde, fortalece vínculos sociais e promove solidariedade
Exercício é capaz de combater doenças, melhorar a saúde mental e até contribuir com a economia A caminhada...
Saiba mais >
mice
Revista MICE Curitiba chega à terceira edição
Publicação bilíngue destaca conquistas da cidade mais inteligente do mundo e o crescimento do turismo...
Saiba mais >