+55 41 3026.2610

Notícias Central Press

Quatro dicas de preparação para processo seletivo de escolas técnicas

Postado no dia: 19 de março de 2020
Quatro dicas de preparação para processo seletivo de escolas técnicas
  1. Dedicação, organização e rotina fazem diferença na preparação para provas créditos: Andrea Piacquadio / Pexels

O fim do Ensino Fundamental e a passagem para o Ensino Médio representa uma mudança importante na vida escolar dos adolescentes. Essa transição de ambiente deve ser feita de forma natural e com tomadas de decisões que podem refletir mais à frente, na vida acadêmica do estudante. Pensando nisso, muitos alunos buscam fazer o Ensino Médio em escolas que ofereçam também um direcionamento profissional, como escolas técnicas ou profissionalizantes. 

No Brasil, é comum que essas instituições tenham processos seletivos para acesso dos estudantes. É o caso do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG) no qual João Victor Alvarenga da Silva (15), da Escola Municipal Vereador Nicanor Ataíde, e Ana Cristina Morais Peres (14), da Escola Municipal Vereador Paulo Franklin, do Vale do Aço (MG), foram aprovados. Os dois alunos, residentes do município de Coronel Fabriciano, que utiliza o Sistema de Ensino Aprende Brasil, foram aprovados na primeira chamada do curso Técnico Integrado em Edificações, na sede da cidade de Timóteo (MG). 

Ana Cristina foi medalha de Bronze nas Olimpíadas Brasileiras de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) de 2017 e 2018. “Ela sempre foi uma boa aluna, aprende muito rápido”, comenta a mãe da aluna, Cleidiane Correia. 

O diretor da Escola Municipal Vereador Nicanor Ataíde, Nilson Gonçalves de Almeida, afirma que João sempre se destacou entre os colegas. “Ele estudou na nossa escola desde a Educação Infantil e é um daqueles alunos que gosta de participar das atividades escolares. Além disso, ele foi um dos poucos a frequentar todas as aulas de reforço que ofertamos e sempre aproveitou muito bem os materiais, o que ajudou muito no desenvolvimento dele”, expõe.

Para aqueles que, assim como João Victor e Ana Cristina, querem se preparar para instituições que fazem processos seletivos para o Ensino Médio, a coordenadora pedagógica regional do Sistema de Ensino Aprende Brasil, Vanessa Fernandes, dá algumas orientações: 

  • Dedicação, organização e rotina

“Por ser um processo muito concorrido, o primeiro passo é se dedicar e acreditar que é possível alcançar o objetivo. Com isso, é preciso criar uma rotina de organização e estudos, ter boas horas de sono e alimentação saudável para ter concentração e atenção durante o dia. Ter hábitos de leitura, principalmente dos conteúdos que tem mais dúvidas e dificuldade, também são importantes”, explica Vanessa. 

  • Sempre sanar dúvidas

“O aluno deve se sentir confortável para questionar os professores sempre que necessário, nem que seja em um momento à parte da aula. Na maioria das vezes, o questionamento que um aluno tem é o de outros colegas também. O importante é não ir embora com dúvidas”, instrui.

  • Participação da família

Para a pedagoga a participação da família é importante no processo de aprendizagem dos alunos. “Os pais devem sonhar com os filhos, acreditar e cobrar deles os estudos. A maioria deles precisa de um acompanhamento para criar essa rotina de estudos em casa, como forma de motivação – e isso, com certeza, reflete nos resultados”.

  • Base forte

Algumas pessoas podem pensar que, por vir de escola pública, por exemplo, o aluno tem desvantagem nesses processos seletivos. A especialista afirma, porém, que os materiais e preparação dos professores em alguns municípios são suficientes para uma base completa. “Se antes nós tínhamos a geração ‘copia-e-cola’ e só decorávamos os assuntos, hoje, com as gerações Z e Alpha, nasceu um novo modo de ensino, um novo modo de aprendizagem, ou seja, um aprendizado mais dinâmico e interacionista. E a partir da interação, do construtivismo, o aluno se apropria mais do conteúdo e pode competir e conquistar vagas em qualquer instituição que desejar”, garante Vanessa.


Sobre o Aprende Brasil

O Sistema de Ensino Aprende Brasil oferece às redes municipais de Educação uma série de recursos, entre eles: avaliações, sistema de monitoramento, ambiente virtual de aprendizagem, assessoria pedagógica e formação continuada aos professores, além de material didático integrado e diferenciado, que contribuem para o melhor aprendizado dos alunos da Educação Infantil aos anos finais do Ensino Fundamental. Atualmente, o Aprende Brasil atende 243.000 alunos em 199 municípios brasileiros. Saiba mais em http://sistemaaprendebrasil.com.br/.

Todas as notícias